Show simple item record

dc.contributor.advisorNatividade, Michelle Regina da
dc.contributor.authorCajueiro, Fernando da Silva
dc.coverage.spatialPalhoçapt_BR
dc.date.accessioned2020-12-14T13:32:16Z
dc.date.available2020-12-14T13:32:16Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/11157
dc.description.abstractA presente pesquisa analisou fatores que circunscrevem os suicídios de integrantes das polícias militares dos estados de Santa Catarina e Paraná (PMSC e PMPR, respectivamente), traçando um perfil aproximado de seus componentes, em situação de atividade, bem como identificando, a partir do contexto laboral, fatores de risco e práticas de prevenção adotadas. Em sua introdução, após discorrer sobre características da prática suicida, abordou-se aspectos legais que dão forma às polícias militares brasileiras e teceu-se considerações sobre o trabalho policial militar inscrito numa sociedade imersa em altos índices de violência. Para a execução de uma pesquisa exploratória, que se caracterizou por possuir uma natureza quantitativa, optou-se por um estudo de caso com corte transversal. A coleta de dados se deu por meio de um questionário aplicado em ambas as corporações. Na análise desses dados elaborou-se um perfil dos policiais militares mortos por suicídio, constatando-se que, nas duas corporações, não obstante a existência de dados divergentes, a maior incidência do fenômeno se verifica em homens, praças, casados, com filhos, com salários mais baixos e/ou com maior nível de endividamento; verificou-se também a ocorrência de fatores de risco relacionados à natureza do trabalho efetuado e ao fácil acesso a armas de fogo; por fim, identificou-se práticas corporativas de prevenção ao suicídio, constatando-se formas diversas de enfrentamento do fenômeno baseadas em esforços voltados ao acolhimento e à transmissão de informações julgadas úteis. Por derradeiro, observou-se a necessidade de uma ciência psicológica que, ao ser posta em prática, propicie uma consciência reflexiva, contribuindo assim com a saúde mental de uma parcela importante de profissionais da segurança pública.pt_BR
dc.format.extent35 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofPsicologia - Pedra Brancapt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectPolicial Militarpt_BR
dc.subjectSaúde Mentalpt_BR
dc.subjectSuicídiopt_BR
dc.titleAspectos referentes à prática suicida de policiais militares do Paraná e de Santa Catarina: possíveis inferências.pt_BR
dc.typeArtigo Científicopt_BR
dc.subject.areaCiências Humanaspt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons