Show simple item record

dc.contributor.advisorSchuelter, Wilson
dc.contributor.authorGarcia, Vívian Mara Silva
dc.coverage.spatialTubarãopt_BR
dc.date.accessioned2020-12-15T15:22:18Z
dc.date.available2020-12-15T15:22:18Z
dc.date.issued2006pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/11371
dc.descriptionThis study is based on the assumption that art is a powerful form of expression which carries the strength of mutations, producing original perceptions that renew societies. To investigate the state-of-art of art, its trends, characteristics, manifestations or tools, I opted to searching cyberart – a new and complex form of artistic expression that has cyberculture as its native context, and the union of art and science as its base. Therefore, to understand this new practice, the cyberart phenomenon was approached, starting with a short review of the artistic processes of the past and its transformations towards digital art. After that, I described the new supports – hypermedia and cyberspace – as well as the new tools, because ink, brushes or any other instruments usually used by artists for the accomplishment of their artwork are no longer used in cyberart. Finally, a ‘script’ based on Charles S. Peirce’s theory of signs was used to analyze three different pieces of cyberart, according to the purpose of this study.pt_BR
dc.description.abstractEste estudo parte do pressuposto de que a arte é uma potente forma de expressão que traz em si a força das mutações, produzindo percepções originais que renovam as sociedades. Para investigar os caminhos da arte hoje, suas características, como se manifesta ou que ferramentas utiliza, optei por pesquisar a ciberarte – uma nova e complexa forma de expressão artística que tem como contexto nativo a cibercultura e como base, a união com a ciência. Portanto, para compreender essa nova prática realizei uma aproximação do fenômeno ciberarte, iniciando por uma curta revisão dos processos artísticos de outrora e suas transformações em direção à arte digital. Em seguida, descrevi seus novos suportes – a hipermídia e o ciberespaço – bem como suas novas ferramentas, porque já não se assemelham em nada às tintas, aos pincéis ou a quaisquer outros instrumentos comumente utilizados pelos artistas para a realização de suas obras. E, por fim, tendo como suporte a Teoria dos Signos de Charles Sanders Peirce, utilizei um “roteiro” para aplicar seus princípios na análise semiótica de 3 ciberobras, conforme o propósito que orientou esta pesquisa.pt_BR
dc.format.extent176 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofPrograma de Pós-Graduação em Ciências da Linguagempt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectciberartept_BR
dc.subjectciberculturapt_BR
dc.subjectanálise semióticapt_BR
dc.titleCiberarte: uma aproximação em 3 dimensões [semióticas]pt_BR
dc.title.alternativeCyberart: an approach in 3 dimensions [semiotics]pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.areaLinguística, Letras e Artespt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons