Show simple item record

dc.contributor.advisorMarcon, Guilherme Maciéski
dc.contributor.authorAlves, Itajane Cravo
dc.coverage.spatialAraranguápt_BR
dc.date.accessioned2020-12-16T11:37:24Z
dc.date.available2020-12-16T11:37:24Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/11562
dc.descriptionThe present course conclusion paper has as its object the intermittent employment contract, included in Brazilian legislation through Law No. 13,467/17, with the objective of verifying its main repercussions in the legal system and employment relations. For this, the research technique adopted was documentary and bibliographic, having as research sources books, publications of magazines and websites, articles, and legislation. The analysis of the social context in which labor law, employment relations, and the intermittent employment contract were performed, and for comparison purposes, the study of experiences experienced in other countries about the intermittent modality was carried out. Under the deductive method, it is concluded that the use of the intermittent employment contract beforehand leaves the worker in a situation of complete insecurity, equating with the unemployment situation, and may earn monthly the minimum, or even, receive nothing. Moreover, the intermittent employment contract is contrary to several fundamental guarantees of the worker, and its (in)constitutionality should be questioned regarding the perception of work duration, 13th salary, vacation, and minimum wage. Keywords: Intermittent work; employment relationship; flexibility; Labor Law.pt_BR
dc.description.abstractO presente trabalho de conclusão de curso tem por objeto o contrato de trabalho intermitente, incluído na legislação brasileira através da Lei n° 13.467/17, tendo como objetivo verificar seus principais reflexos no ordenamento jurídico e nas relações de emprego. Para tanto, a técnica de pesquisa adotada foram a documental e bibliográfica, tendo como fontes de pesquisa livros, publicações de revistas e sites, artigos e legislação. Efetuou-se a análise do contexto social em que nasceu o Direito do trabalho, as relações de emprego, e o contrato de trabalho intermitente, realizou-se ainda, para fins de comparação, o estudo de experiências vivenciadas em outros países acerca da modalidade intermitente. Sob o método dedutivo, conclui-se que a utilização do contrato de trabalho intermitente de antemão deixa o trabalhador em situação de completa insegurança, equiparando-se com a situação de desemprego, podendo auferir mensalmente o inferior ao mínimo, ou até mesmo, nada receber. Além do mais, o contrato de trabalho intermitente é contrário a diversas garantias fundamentais do trabalhador, devendo sua (in)constitucionalidade ser questionada com relação a percepção de duração do trabalho, 13º salário, férias e salário-mínimo. Palavras-chave: Trabalho intermitente; relação de emprego; flexibilidade; Direito do Trabalho.pt_BR
dc.format.extent64 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofDireito - Araranguápt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectTrabalho intermitentept_BR
dc.subjectRelação de empregopt_BR
dc.subjectFlexibilidadept_BR
dc.subjectDireito do trabalhopt_BR
dc.titleTrabalho intermitente e seus reflexos na relação de empregopt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.subject.areaCiências Sociais Aplicadaspt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons