Show simple item record

dc.contributor.advisorCosta, Gilvan Luiz Machado
dc.contributor.authorPereira, Fernando Fabichaki
dc.coverage.spatialTubarãopt_BR
dc.date.accessioned2021-02-22T10:52:14Z
dc.date.available2021-02-22T10:52:14Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/12258
dc.descriptionThis research arises from the concerns suggested when the edition of Provisional Measure No. 746/2016, presented arbitrarily way by the government that succeeded President Dilma Rousseff after her impeachment and transformed into Law No. 13,415 / 2017. This law directly affects the structure of High School, beside changing significantly changing the student's relationship with certain curricular components, in this work called Humanities (Philosophy, Sociology, Physical Education and Art). There is a goal how to get to know the reality of High School Humanities teachers in state schools regarding the possibilities of training and working conditions in the states of Santa Catarina, Paraná and Rio Grande do Sul. In order to achieve this objective, we adopted a dialectical understanding approach as a methodology, understanding that the quantitative aspects should not be distanced from the quantitative analysis of the research. The analysis of the quantitative data was performed by extracting microdata from the Teaching Banks and Schools of the 2018 School Census. Because the extension of these databases, we used the statistical software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), through its ability to work with large databases. For an adequate understanding of data and reality of the data and the reality of High School, a historical rescue of Education and High School was carried out in the last three decades, from the government of Fernando Henrique Cardoso to Michel Temer. This literary analysis made it possible to understand the focus on high school and the desire for reform. From the historicity, it was possible to understand the data that revealed the challenges that exist in the training of high school humanities teachers in the three southern states of Brazil. The initial training of teachers in these states proved to be inadequate to the goals established by the National Education Plan. the data suggest huge barriers to be overcome. The analysis reveals that the challenge for the valorization of the teacher involves the realization of the PNE, allied to the public policies of the State. Through the analysis it was possible to identify differences between the surveyed states with regard to the PNE and the state education plans, suggesting that the quality of high school education involves the valorization of teachers. In relation to working conditions, the data shows that admission by public concouse, that exclusive dedication to a single school, with a single employment relationship and adequate infrastructure aren't part of the teachers' reality. It is seen that a significant number of teachers work in more than one school and in two or three shifts and in two or three stages, which shows a context apart from that proposed in goals 3, 15, 17 and 18 of the PNE (2014- 2024) in the three states. The research suggests that the social quality of secondary education is conditioned to the valorization of the teacher. Its achievement depends on the materialization of the goals contained in Law No. 13,005, of 2014, which creates the National Education Plan. Keywords: High School. Initial formation. Continuing Education. Work conditions.pt_BR
dc.description.abstractEsta pesquisa surge a partir das inquietações sugeridas quando da edição da Medida Provisória nº 746/2016, apresentada arbitrariamente pelo governo que sucedeu a presidenta Dilma Rousseff, após seu impeachment e transformada na Lei nº 13.415/2017. Tal lei afeta diretamente a estrutura do Ensino Médio, além de alterar significativamente a relação do estudante com determinados componentes curriculares, neste trabalho denominados de Humanidades (Filosofia, Sociologia, Educação Física e Arte). A pesquisa proposta tem como objetivo conhecer a realidade dos professores de Humanidades do Ensino Médio das escolas estaduais no que tange às possibilidades de formação e às condições de trabalho nos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. A fim de dar conta desse objetivo, adotamos uma abordagem de compreensão dialética enquanto metodologia, ao entender que os aspectos quantitativos não devem se distanciar da análise quantitativa da pesquisa. A análise dos dados quantitativos foi realizada mediante a extração de microdados dos Bancos Docentes e Escolas do Censo Escolar de 2018. Devido à extensão dos referidos bancos de dados, utilizamos o software estatístico Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), mediante sua capacidade de trabalhar com bases de dados de grandes proporções. Para a adequada compreensão dos dados e a realidade do Ensino Médio, foi realizado um resgate histórico da Educação e o Ensino Médio nas últimas três décadas, desde o governo de Fernando Henrique Cardoso até Michel Temer. Tal análise literária permitiu compreender o enfoque dado ao Ensino Médio e o desejo de reforma. A partir da historicidade, foi possível a compreensão dos dados que revelaram os desafios que existem na formação dos docentes de Humanidades do Ensino Médio nos três estados do Sul do Brasil. A formação inicial dos docentes desses estados mostrouse inadequada no que tange às metas estabelecidas pelo Plano Nacional de Educação. Com relação à formação continuada, especificamente a formação stricto sensu, Mestrado e Doutorado, os dados sugerem barreiras imensas a serem derrubadas. A análise revela que o desafio para a valorização do professor perpassa a efetivação do PNE, aliada a políticas públicas de Estado. Através da análise, foi possível identificar disparidades entre os estados pesquisados no que se refere ao PNE e aos planos estaduais de educação, sugerindo que a qualidade do Ensino Médio perpassa pela valorização dos docentes. No tocante às condições de trabalho, os dados mostraram que o ingresso por concurso público, a dedicação exclusiva a uma única escola, com único vínculo empregatício e infraestrutura adequada não fazem parte da realidade de muitos docentes. Vislumbra-se que um número expressivo de professores trabalha em mais de uma escola e em dois ou três turnos e em duas ou três etapas, o que evidencia um contexto apartado do proposto nas metas 3, 15, 17 e 18 do PNE (2014-2024) nos três estados. A pesquisa sugere que a qualidade social do Ensino Médio está condicionada à valorização do professor. Sua conquista depende da materialização das metas contidas na Lei nº 13.005, de 2014, que cria o Plano Nacional de Educação.pt_BR
dc.format.extent108pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofPrograma de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectEnsino Médiopt_BR
dc.subjectFormação Inicialpt_BR
dc.subjectFormação Continuadapt_BR
dc.subjectCondições de Trabalhopt_BR
dc.titleFORMAÇÃO E CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS PROFESSORES DE HUMANIDADES DO ENSINO MÉDIO NOS ESTADOS DO SUL DO BRASILpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.areaCiências Humanaspt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons