Show simple item record

dc.contributor.advisorRibeiro, Fabiana de Figueiredopt_BR
dc.contributor.authorNeves, André Luiz da Silvapt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T15:02:08Z
dc.date.available2016-11-30T15:02:08Z
dc.date.issued2012
dc.identifier1083pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/1346
dc.description.abstractEste estudo teve como objetivo geral investigar os fatores motivacionais que levam à prática regular das aulas de Jump. Os objetivos específicos foram, entre outros, investigar se as aulas de Jump são praticadas visando o controle do estresse; ter mais saúde e longevidade; maior sociabilidade; melhorias nos aspectos estéticos; sentir prazer e se as pessoas visam a competitividade. A pesquisa caracterizou-se como de natureza aplicada, com abordagem quantitativa. A amostra foi não-probabilística do tipo intencional. Participaram desta pesquisa 30 indivíduos do sexo feminino que já realizavam aulas de Jump. Utilizou-se como instrumento de pesquisa um questionário adaptado do Inventário de Motivação à Prática Regular de Atividade Física (IMPRAF-54), composto por perguntas objetivas com respostas que podiam variar de Isto me motiva pouquíssimo (1) a Isto me motiva muitíssimo (5). Os dados foram tabulados utilizando a estatística descritiva e apresentados em forma de gráficos. Os resultados apontaram que o fator que mais motiva a prática do Jump é o prazer, pois os praticantes mostraram entender que a atividade física é fonte de satisfação, de sensação de bem-estar e uma forma de auto-realização. Percebeu-se que além dos motivos ligados ao prazer, os fatores estéticos como manter-se em forma e ficar com o corpo definido, e também os fatores relacionados à saúde, como melhorá-la e viver mais, foram descritos como muito importantes e isso está diretamente ligado à questão motivacional. A competitividade mostrou ter pouca importância nas questões referentes à motivação para a prática do Jump. Por fim, uma das principais conclusões é que apesar da aula de Jump ser uma aula de ginástica com caráter coletivo, que possibilita muito a sociabilidade de seus praticantes, o prazer ao fazê-la é algo ainda é mais eminente para os seus participantespt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofEducação Física Bacharelado - Pedra Branca
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectGinásticapt_BR
dc.subjectMotivação no trabalhopt_BR
dc.subjectAcademias de ginásticapt_BR
dc.titleMotivação para a prática regular das aulas de jump numa academia de ginásticapt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.isReferencedByMonografia (Curso de Graduação em Educação Fisíca).pt_BR
dc.hasPart104992_Andre.pdfpt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons