Mostrar registro simples

dc.contributor.advisorBenedet, Jucemarpt_BR
dc.contributor.authorTrupel, Natanael Soteropt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T15:02:15Z
dc.date.available2016-11-30T15:02:15Z
dc.date.issued2012
dc.identifier1480pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/1367
dc.description.abstractO levantador de uma equipe de voleibol representa o núcleo-chave para o sucesso tático dos sistemas e das capacidades técnicas individuais dos jogadores. O presente estudo tem como objetivo geral verificar os critérios adotados pelos treinadores catarinenses para a seleção do levantador infantil, nas Olimpíadas Escolares de Santa Catarina (OLESC/2012). Para isso foi necessário identificar os sistemas de jogos predominantemente utilizados pelas equipes participantes da competição, e a importância atribuída aos fatores e indicadores de seleção no processo de escolha do levantador. O estudo se classifica como de natureza aplicada, os objetivos com caráter de investigação descritiva, a abordagem do problema quantitativa e quanto aos procedimentos técnicos se enquadra como pesquisa empírica, descritiva de levantamento. Os participantes da pesquisa foram 14 treinadores, que disputaram a competição na cidade de Criciúma. O instrumento de pesquisa foi um questionário estruturado, que aborda em três tópicos os seguintes temas: dados sociodemograficos dos treinadores, sistemas de jogo utilizado e critérios de seleção de levantadores. Os dados foram coletados nos intervalos entre os jogos e no tempo de descanso dos treinadores. Na análise dos dados foram utilizados somente recursos da estatística descritiva. Os dados obtidos foram apresentados e discutidos em formas de tabelas. De uma forma geral, os resultados obtidos evidenciaram que o sistema ofensivo de jogo empregado pelos treinadores é o 5x1; quanto aos sistemas defensivo foi unânime o emprego do 3:2:1. No que diz respeito aos fatores priorizados na seleção dos levantadores infantis catarinenses, constatou-se que há uma maior importância para o fator técnico-coordenativo, seguido por tático-cognitivo, psicológicos, condicionais e antropométricos. Quanto aos indicadores de seleção, os treinadores priorizam como fundamentais a técnica de execução do toque de bola, regularidade na execução dos fundamentos, capacidade de análise das situações de jogo, capacidade de decisão, autoconfiança, espírito de grupo e capacidade de concentração. O estudo concluiu que no processo de escolha do levantador infantil-catarinense, o fator decisivo é o técnico-coordenativo, e o seu principal indicador é a regularidade e execução do gesto técnico toquept_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofEducação Física Bacharelado - Pedra Branca
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectVoleibolpt_BR
dc.subjectVoleibol - Históriapt_BR
dc.titleAnálise dos critérios de seleção do levantador das equipes de voleibol na OLESC 2012pt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.isReferencedByMonografia (Curso de Graduação em Educação Fisíca).pt_BR
dc.hasPart108732_Natanael.pdfpt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons