Show simple item record

dc.contributor.advisorSchütz, Elinai dos Santos Freitaspt_BR
dc.contributor.authorAntunes, Wagner Ferreirapt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T15:02:23Z
dc.date.available2016-11-30T15:02:23Z
dc.date.issued2014
dc.identifier1762pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/1385
dc.description.abstractO objetivo geral deste estudo foi descrever o perfil dos participantes de assessorias de corrida Florianópolis. Os resultados deste estudo apontam para os dados a seguir: com relação aos dados demográficos, a maioria dos participantes eram homens (n=52) com pouca diferença com relação às participantes do sexo feminino (n=48), faixa etária predominante foi de 27 a 36 anos, o peso aproximado foi de 57 a 66 quilos para ambos os sexos e IMC dentro da classificação de normalidade da Organização Mundial de Saúde. A grande maioria dos participantes apresentou nível superior completo (81%) e renda mensal familiar de 5 a 10 salários mínimos (R$ 3.621,00 à R$ 7240,00).No que diz respeito aos hábitos de corrida dos participantes de assessorias de corrida, 32% deles relataram praticar corrida entre 1 e 2 anos,tendo como principal objetivo o condicionamento físico (44%) e como o período preferido para treinar, o noturno, com 63% da preferência dos mesmos. A metragem semanal percorrida em treinos foi de 11 a 20 quilômetros (34% dos participantes) e o tempo médio por quilômetro para 27% deles foi entre 5:31 a 6:00 minutos por quilômetro (min./km). A maioria dos treinos realizados é no piso de asfalto e cimento, respectivamente, com duração de até 60 minutos para uma sessão, com 52% das repostas positivas para este item. Provas de menos de 10 km são as preferidas para 38% dos participantes, seguido de provas de 10 km para 32% deles. Dos 100 participantes, 67 praticam outra modalidade esportiva além da corrida, sendo musculação a mais praticada com 61% da preferência. Os participantes tem um tempo médio de pratica dessas modalidades esportivas de 1 a 5 anos (34%), sendo que 32% praticam com frequência de três vezes por semana e 71% deles tem duração da sessão de treino de 31 até 60 minutos, além disso, foi identificado que 33% dos corredores de assessorias de Florianópolis praticam somente a corrida como modalidade esportiva. O principal motivo para a adesão às assessorias de corrida reveladas por 42% dos participantes foi a orientação profissional, além disso, os serviços mais oferecidos pelas assessorias esportivas foram os treinos em grupo (40%),seguido de sessões de alongamento, educativos de corrida e hidratação para os atletas. O investimento mensal em assessoria esportiva ficou entre 51 e 100 reais. Dos corredores, 38% consideram-se com uma experiência intermediária e 31% são novatos. Dos participantes, 61% costumam alongar sempre antes de treinos e competições e 64% costumam alongar após. Porém, com relação ao aquecimento antes de treinos e competições, 69% realizam aquecimentos pré-treino e 42% desaquecem ou "voltam à calma" apenas algumas vezes.Com relação aos tênis, 53% dos corredores os trocam com uma frequência de 6 meses a 1 ano, sendo o desgaste da estrutura o maior motivo de troca para 58% dos corredores. Dos participantes, 79 deles revelou utilizar tênis com algum tipo de característica especial de amortecimento, estabilidade ou controle de movimento, com 86% cientes do seu tipo de pisada, sendo a pisada neutra a predominante entre os participantes (40%). A forma de avaliação de pisada mais utilizada foi a observação e filmagem na esteira (31%), na qual o profissional de Educação Física e/ou treinador de corrida foram responsáveis por 37% das avaliações de pisada realizadas. As lesões musculoesqueléticas relacionadas à corrida afetaram 60% dos participantes no passado, sendo a mais comum a Canelite, porém atualmente, 83% dos participantes afirmam não estar lesionados.Dos participantes entrevistados, 63% frequentam academias e pagam mensalidades que variam de 101 a 200 reais. Desses, a maioria relatou não haver assessoria esportiva relacionada à corrida na academia. A marca de tênis preferida entre os corredores foi a Asics (45%), seguido da Mizuno (18%) da preferência. 58% dos participantes compram até 2 pares de tênis por ano e investem entre 201 e 400 reais nos mesmos. Já a marca preferida de roupa para correr identificada pela pesquisa foi a Nike, com 23% da preferência, porém,24% dos participantes relataram não possuir preferência por marca específica de roupa para correr. O shopping é o lugar onde 34% dos corredores de assessorias costumam comprar suas roupas esportivas, valor similar aos 33% dos que preferem comprar em lojas no exterior. A utilização de suplementos durante a prática esportiva é comum para 60% dos corredores, sendo o BCAA (n=34), Whey Protein (n=23) e gel de carboidrato (n=21) os mais utilizados. Possuem bicicleta 60% dos participantes. Com relação aos eventos de corrida, o meio de comunicação mais utilizado pelos corredores para se informar sobre as provas é a assessoria esportiva (29%), com participação de 3 a 5 corridas por ano em média para 45% dos participantes, sendo a "simples prática do esporte", o principal motivo que leva os corredores à se inscrever em eventos. As provas preferidas nesses eventos são as de 5km (n=32), seguido das provas de 10km (n=28) e meia maratona (n=19).Dos corredores participantes da pesquisa, 72% afirmaram participar de eventos de corrida fora de suas cidades de origem, realizando um gasto de mais de 400 reais nestas cidades. Já no exterior, esses valores são superiores à 1.000 reaispt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofEducação Física Bacharelado - Pedra Branca
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCorridaspt_BR
dc.titlePerfil dos participantes de Assessorias de Corrida de Florianópolispt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.isReferencedByMonografia (Curso de Educação Física).pt_BR
dc.hasPart109879_Wagner.pdfpt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons