Show simple item record

dc.contributor.advisorRibeiro, Fabiana de Figueiredopt_BR
dc.contributor.authorLipreri, Estelapt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T15:02:23Z
dc.date.available2016-11-30T15:02:23Z
dc.date.issued2015
dc.identifier2097pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/1388
dc.description.abstractEste estudo tem como objetivo geral analisar o perfil do estilo de vida dos gestores de academias de Florianópolis. Entre os objetivos específicos, pode se destacar: identificar a rotina alimentar dos mesmos; verificar a frequência da prática de atividades físicas; verificar os comportamentos preventivos do grupo, bem como seu Relacionamento Social como fazem controle do estresse em seu cotidiano. A pesquisa caracteriza-se como de natureza básica, com abordagem quantitativa. A amostra foi não-probabilística do tipo intencional. Participaram desta pesquisa 10 indivíduos que atuam como gestores em academias de Florianópolis. Foi utilizado como instrumento de pesquisa o questionário de perfil individual denominado Pentáculo do Bem- Estar, elaborado por Nahas (2000). Este questionário é composto por 15 perguntas fechadas, que abordam os seguintes itens: nutrição, atividade física, comportamento preventivo, relacionamento social e controle de estresse. Os dados foram tabulados utilizando a estatística descritiva e apresentados em forma de gráficos. Foi possível verificar, entre outros, que poucos gestores responderam negativamente às questões relacionadas à nutrição, ao relacionamento saudável e ao controle do estresse. Os resultados apontaram que a maioria dos participantes possui atitudes pró-ativas em relação aos comportamentos preventivos, uma vez que foi possível verificar que quase todos conhecem seus níveis de pressão arterial e de colesterol, evitam fumar e ingerir bebidas alcoólicas e respeitam as normas de trânsito. Quase todos têm atitudes positivas em relação à prática de atividade física regular. Em relação à execução de atividades de força e alongamento, grande parte dos participantes demostrou comportamento positivo. Porém, poucos participantes responderam caminhar ou pedalar como meio de deslocamento, o que pode indicar a necessidade de uma atenção especial ao incremento de exercícios aeróbicos em suas rotinas diárias. Também pôde-se perceber que os gestores, mesmo gerenciando um local (no caso, uma academia) que vende e proporciona saúde, têm conhecimento sobre a importância que a atividade física ou o exercício físico têm na contribuição para um estilo de vida saudávelpt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofEducação Física Bacharelado - Pedra Branca
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEducação físicapt_BR
dc.subjectAcademias de ginásticapt_BR
dc.subjectEstilo de vidapt_BR
dc.subjectAdministradores de empresapt_BR
dc.titlePerfil do estilo de vida dos gestores de academias de Florianópolispt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.isReferencedByMonografia (Curso de Graduação em Educação Fisíca).pt_BR
dc.hasPart112012_Estela.pdfpt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons