Show simple item record

dc.contributor.advisorMoecke, Elisa Helena Siegelpt_BR
dc.contributor.authorMioto, Tiagopt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T15:02:46Z
dc.date.available2016-11-30T15:02:46Z
dc.date.issued2013
dc.identifier1733pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/1399
dc.description.abstractA contaminação de sedimentos é um grande problema em todo o mundo, causando danos à vida animal e vegetal. A poluição por metais traços é resultante de várias atividades, sendo na sua maioria de fontes industriais; no caso da lagoa da conceição por apresentar uma ocupação intensa de suas margens, aliada as atividades pesqueiras e náuticas, constituem as principais fontes poluidoras do meio ambiente, podendo ser bastante relevantes em alguns casos. Por este motivo cada vez mais se tem monitorado fontes, principalmente antropogênicas potencialmente tóxicas como metais traços e compostos orgânicos, e a sua interação com o meio ambiente circundante. Os metais não são degradados naturalmente e nem ficam fixados permanentemente nos sedimentos, podendo ser recolocados na coluna de água, através de alterações das suas propriedades físico-químicas. Como por exemplo, a alteração de classe, o que já ocorreu na Lagoa da Conceição nos últimos anos, passando da classe de água salobra para a classe de água salina; podendo ainda haver dispersão por outras propriedades físico-químicas como a diminuição do pH, processo de oxidação-redução, ação de agentes complexantes. Desta forma, este trabalho tem como objetivo avaliar o nível de poluição, com relação as concentrações de metais traços, no sedimento lagunar da Lagoa da Conceição, Florianópolis/SC, a fim de identificar áreas criticas de poluição decorrente das atividades antrópicas alicerçadas no entorno do corpo lagunar. Foram definidos 13 pontos de amostragem, onde amostras de sedimento foram coletadas em 3 campanhas ao longo do ano de 2013, sendo uma coleta na estação do ano outono ( maio/13), uma coleta na estação inverno (agosto/13) e por ultimo uma coleta na estação primavera (outubro/13). No laboratório as amostras foram processadas, obtendo as soluções analíticas para a determinação de elementos traços de metais. Foram analisados (Zn, Cu, Pb, Cd, Hg), utilizando-se métodos normalizados por espectrometria de absorção atômica (Atomic absorption Spectroscopy ). Após ainterpretação dos resultados segundo a legislação vigente (Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA, Resolução nº. 344, de 25 de março de 2004), realizouse a comparação com os resultados obtidos por outros pesquisadores em 1995 e 1998. Dentro dos 5 metais traços analisados, quatro (Zn, Pb, Cd, Hg) apresentaram concentrações abaixo dos níveis estabelecidos pela resolução CONAMA nº. 344, de 25 de março de 2004. Em relação aos resultados encontrados em 1995 e 1998 observou-se um aumento na concentração dos metais traços estudado, exceto o metal traço chumbo (12,8 ?g/g) que diminuiu (0,59 vezes) em relação a 1998; podemos associar estes dados, com a melhor qualidade dos motores utilizados na área náutica, juntamente, com a conscientização da conservação do meio ambiente, envolvendo as comunidades pesqueiras e marinas locaispt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofEngenharia Ambiental e Sanitária - Pedra Branca
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectLagoa da Conceiçãopt_BR
dc.subjectMetais traçospt_BR
dc.subjectSedimentopt_BR
dc.titleLagoa da Conceição - detecção de metais traços em sedimentospt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.isReferencedByMonografia (Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária).pt_BR
dc.hasPart109747_Tiago.pdfpt_BR
dc.subject.areaEngenhariaspt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons