Mostrar registro simples

dc.contributor.advisorNatividade, Michelle Regina dapt_BR
dc.contributor.authorMartins, Renatapt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T15:03:43Z
dc.date.available2016-11-30T15:03:43Z
dc.date.issued2010
dc.identifier702pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/1499
dc.description.abstractA presente pesquisa buscou discutir a centralidade que o trabalho ocupa na vida das pessoas, levando em consideração a questão cultural. Desta forma, foram escolhidos como sujeitos desta pesquisa, descendentes de alemães e descendentes de açorianos, uma vez que estas populações representam, majoritariamente, a imigração na região da Grande Florianópolis. Sendo assim, relacionar a centralidade atribuída ao trabalho para as duas populações foi o objetivo que se buscou com esta pesquisa. Para que este objetivo fosse alcançado, foram entrevistados dois descendentes de açorianos e dois descendentes de alemães que residem na Grande Florianópolis. Esta pesquisa baseia-se na concepção marxista de trabalho, além dos principais fundamentos da psicologia histórico-cultural. Caracterizou-se como uma pesquisa qualitativa e exploratória, tendo como delineamento o estudo de caso. Para a coleta de dados utilizou-se entrevista semi-estruturada, além de uma Escala de Valores. A Escala de Valores serviu para comparar as falas dos participantes, durante as entrevistas, com os valores que estes atribuem às diversas facetas da vida. A partir da análise de conteúdo das entrevistas, foram estabelecidas categorias de análise para cada participante e, posteriormente, estas foram fundamentadas teoricamente. Além disso, foram comparadas as análises completas das duas populações, com o intuito de relacionar a centralidade do trabalho entre as etnias. Ao fim deste processo constatou-se que tanto descendentes de alemães quanto descendentes de açorianos atribuem centralidade ao trabalho, no sentido de conferirem ao ato laboral, o valor de uma, dentre tantas facetas da vida. Entretanto, a magnitude da centralidade tem relação com diferenças culturais de cada população, além da significação individual que cada pessoa vislumbra a partir de seus valores e crençaspt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofPsicologia - Pedra Branca
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectTrabalho - Aspectos psicológicospt_BR
dc.subjectImigrantes - Alemanhapt_BR
dc.subjectImigrantes - Portugalpt_BR
dc.titleCentralidade do trabalhopt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.isReferencedByMonografia (Curso de Graduação em Psicologia)pt_BR
dc.hasPart101124_Renata.pdfpt_BR
dc.subject.areaCiências Humanaspt_BR


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons