Show simple item record

dc.contributor.advisorStotz, Maria do Rosáriopt_BR
dc.contributor.authorFreire, Gabriela da Silvapt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T15:03:50Z
dc.date.available2016-11-30T15:03:50Z
dc.date.issued2011
dc.identifier998pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/1538
dc.description.abstractO presente trabalho tem como tema central a transexualidade, e se preocupa em identificar a compreensão de psicólogos acerca desta. Para que este objetivo fosse alcançado, foi delineado um estudo de campo, de caráter exploratório e qualitativo. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 6 psicólogos da grande Florianópolis, sendo a escolha destes baseada nos seguintes critérios: que metade deles tivessem atendido pelo menos uma pessoa transexual, fora do SUS, e que os outros 3 atuassem no SUS, tendo atendido ou não esta demanda. Foram objetivos específicos deste trabalho: investigar o conceito de transexualidade compreendido pelos profissionais; a etiologia da transexualidade considerada por eles; seu posicionamento quanto à definição da transexualidade como patologia ou não; posição quanto à cirurgia de redefinição sexual e reflexões sobre o papel do psicólogo diante desta demanda. Uma vez realizadas as entrevistas, seu conteúdo foi categorizado e posteriormente efetuada análise em relação ao referencial teórico proposto. A base teórica do trabalho foi composta por produções científicas na área da psicologia, medicina, direito, compêndios de psiquiatria e contribuições das ciências sociais. Ao fim desse processo constatou-se que os profissionais, em sua maioria, compreendem a transexualidade com características afins às descritas pelos compêndios psiquiátricos, sem, no entanto, a considerarem como transtorno. Para eles, a transexualidade provém majoritariamente das vivências e experiências pessoais dos sujeitos. A cirurgia de redefinição sexual é percebida como um procedimento positivo, desde que realizado acompanhamento interdisciplinar antes e depois da cirurgia. Os profissionais demonstraram consciência da diversidade de papéis que podem ser desempenhados pelo psicólogo neste campo, sendo que a maioria dos profissionais não tinha qualquer preparação teórica anterior ao atendimento de um paciente transexualpt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofPsicologia - Pedra Branca
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPsicólogospt_BR
dc.subjectTransexualismo - Aspectos psicológicospt_BR
dc.titleO avesso do avesso do avesso?pt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.isReferencedByMonografia (Curso de Psicologia).pt_BR
dc.hasPart104133_Gabriela.pdfpt_BR
dc.subject.areaCiências Humanaspt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons