Show simple item record

dc.contributor.advisorNascimento, Deise Maria dopt_BR
dc.contributor.authorFarias, Ana Paulapt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T15:03:53Z
dc.date.available2016-11-30T15:03:53Z
dc.date.issued2008
dc.identifier342pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/1566
dc.description.abstractNa área da saúde várias são as temáticas a serem estudadas. Esta pesquisa tem por objetivo identificar as Representações Sociais dos Operadores do Direito sobre a concessão da adoção a casais homossexuais. Diante do conceito de família, faz-se um resgate das suas concepções no decorrer da história, identificando a diversidade de configurações familiares que fazem parte do momento atual. Dentro destes novos arranjos de família, a pesquisa se propõe apresentar, brevemente, a história do casamento, mas, trazendo à tona a discussão sobre o reconhecimento da união estável para casais homoafetivos bem como a possibilidade da adoção. Sobre o tema da adoção esclarece que a filiação não se trata somente de pais biológicos e por isso a adoção encontra-se a maneira para proporcionar aos casais que não tem a possibilidade de terem filhos, a chance de formarem uma família moldados por uma relação de afeto. Dentro deste contexto ganhando uma nova dimensão, a homossexualidade que vem sendo debatida. Esta pesquisa procura esclarecer, a partir da Teoria das Representações Sociais, como são compreendidos assuntos relacionados à homossexualidade bem como a visão dos juristas sobre a adoção. Esta tem como metodologia a pesquisa do tipo exploratória, de natureza de análise qualitativa. Participaram como entrevistados três bacharéis do curso de Direito, advogados que atuam na área do Direito Civil. Como instrumento de investigação, utilizou-se de entrevista semi-estruturada para encontrar elementos que possibilitassem a análise dos conteúdos obtidos, produzindo-se assim categorizações a respeito da adoção por casais homossexuais, sobre a homossexualidade e qual sua representação por parte dos juristas. Os resultados finais demonstraram que os Operadores do Direito, nesta pesquisa, se posicionam de forma preconceituosa e resistente ao tratar sobre a adoção por casais homoafetivos, mantendo-se distanciamento sobre o assunto.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofPsicologia - Pedra Branca
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectRelações humanaspt_BR
dc.subjectUnião estávelpt_BR
dc.subjectAdoçãopt_BR
dc.subjectHomossexualismopt_BR
dc.titleAs representações sociais dos operadores do direito sobre a concessão da adoção a casais homossexuaispt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.isReferencedByMonografia (Curso de Graduação em Psicologia)pt_BR
dc.hasPart95066_Ana.pdfpt_BR
dc.subject.areaCiências Humanaspt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons