Mostrar registro simples

dc.contributor.advisorMacedo, Kátia Regina dept_BR
dc.contributor.authorVieira, Fabio Marcíliopt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T15:04:42Z
dc.date.available2016-11-30T15:04:42Z
dc.date.issued2012
dc.identifier1587pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/1727
dc.description.abstractO ambiente globalizado impulsiona cada vez mais a internacionalização das empresas e a abertura dos mercados, consequentemente ocasionando um crescimento do comércio internacional. Com a potencialização constante deste fenômeno, facilita-se o intercâmbio comercial, do mesmo modo que se estabelece uma relação de interdependência entre os países. Neste sentido, o comércio exterior torna-se elemento essencial para o desenvolvimento das nações, tanto para as trocas de recursos como na busca de parcerias estratégicas. Por isso, a prática da importação é vital, pois serve como instrumento de transformação econômica que possibilita a ampliação do acesso a produtos e serviços, também suprindo a escasses e as necessidades do país. Por meio das importações, desperta-se um ramo de mercado com enorme leque de oportunidades comerciais, como também intensifica-se o nível de competitividade no mercado interno. O Brasil apresentou grande evolução econômica nos últimos anos, porém, o funcionamento do comércio exterior do país não condiz com seu atual status frente ao cenário internacional, como sendo um dos países emergentes de destaque. A natureza relacionada às operações brasileiras com o mercado externo é extremamente burocrática, o que se reflete no seu despreparo para lidar com o volume de transações e na sua indisposição em apropriar-se a padrões mais pragmáticos. Sendo assim, a burocracia entranhada nos processos de importação dificulta as ações dos empresários e dos demais envolvidos na área, tornando-se prejudicial por causa das dificuldades geradas pelo longo tempo despendido com as operações e por meio da sobrecarga dos custos. Dessa forma, o importador brasileiro, na pretensão de expandir seus negócios, se vê debilitado, já que é difícil adaptar-se aos árduos procedimentos previstos para a correta realização das importações. Neste contexto, o objetivo do presente trabalho é verificar os principais entraves burocráticos nos processos de importação do Brasil. Para a realização deste estudo, utilizou-se dos embasamentos relacionados ao comércio exterior, como também considerou-se os elementos fundamentais à apresentação dos aspectos relevantes relacionados às importações brasileiras, apresentando-se a estrutura organizacional, as etapas imprescindíveis à sua realização e os gargalos burocráticos, de modo a evidenciar a complexidade deste universo. Portanto, como resultado deste trabalho, averiguou-se a sistemática extremamente burocrática que incide sobre as importações brasileiraspt_BR
dc.description.abstractThe globalized environment drives more and more to the internationalization of companies and to the market opening, consequently causing a rapid growth of the international commerce. Because of this globalization, commercial exchange becomes easier, the same way that a relationship of interdependence between countries is established. Therefore, the external trade becomes essential for the development of countries, both for the exchange of resources and the search for strategic partnerships. Hence, importing is vital, because it is an instrument of economic transformation, which enables a greater access to products and services, as well as supplies the needs of a country. Through importation, a lot of commercial possibilities arise, as well as the level of internal competitiveness is increased. Brazil had a great economic development in recent years, but the country's external trade is not consistent with its current status to the international scene, as a prominent country between the emerging ones. The Brazilian operations with foreign markets are extremely bureaucratic, which reflects the lack of preparation to handle the volume of transactions and the unwillingness to adapt to more pragmatic standards. This bureaucracy entrenched in import processes hinders the actions of entrepreneurs and others involved in the area, making it bad because of the difficulties generated over the lost-time with unnecessary operations and overhead costs. Thus, Brazilian importers, on the pretense to expand their businesses, feel weak, since it is difficult to adapt to strenuous procedures to perform importations correctly. In this context, the objective of this study is to verify the main bureaucratic barriers on Brazil's process of importation. For this study, we used procedures related to Brazilian external trade, and also considered the key elements to the presentation of relevant aspects related to importation, presenting the organizational structure, the essential steps to its realization and the bureaucratic obstacles, to demonstrate the complexity of this universe. Therefore, as a result of this work, it was investigated the extremely bureaucratic systematic present on Brazilian importationen
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofRelações Internacionais  - Florianópolis
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectImportaçãopt_BR
dc.subjectComércio exterior - Regulamentação - Brasilpt_BR
dc.subjectComércio internacionalpt_BR
dc.titleOs entraves burocráticos nos processos de importação do Brasilpt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.isReferencedByMonografia (Curso de Relações Internacionais)pt_BR
dc.hasPart109255_ Fabio.pdfpt_BR
dc.subject.areaCiências Humanaspt_BR


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons