Show simple item record

dc.contributor.advisorBrandão, Alessandra Soares
dc.contributor.authorCampos, Valdirene da Silva
dc.coverage.spatialTubarãopt_BR
dc.date.accessioned2017-10-23T16:58:55Z
dc.date.available2017-10-23T16:58:55Z
dc.date.issued2013
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/3207
dc.descriptionThe main objective of this study was identifying and analyzing questions about of physical and metaphorical and/or symbolic borders in a Germanic ethnic community localized in the Southern Santa Catarina – Vargem do Cedro community – from the critical viewpoint of cultural studies and transnational anthropology, based on discussions which involve the new conceptions of the terms "community" and "border". This research is characterized methodologically as qualitative and quantitative. Thirty residents from the community participated in this study and they were divided into two groups: the first one represented by businessmen and employees of commercial establishments directly connected with tourism, and the second group was composed by individuals who are not linked to tourist activities, but they representing the community families. The main instruments for the research corpus collection were: questionnaire with open and closed questions, field journal and current and historical photographic records. The results revealed a diversity of visible and (in)visible borders from political mechanisms, inclusive/exclusionary social and cultural, in which certain aspects are formed as "barriers" to community identity reformulations from their constant contact with tourists and visitors. Therefore, the community object in this study presents very peculiar and with discrete reformulation cultural and identity characteristics, because it presents a certain resistance to flow, preferring to remain more strongly focused on maintaining their ethnic and cultural ties of “origin”, because in this way they “sell” and “project” in the tourism field, as ethnically peculiar in Brazilian lands. Thereby, it is possible conclude that this community, within the modernity concept, lives in an in-between place, in two borders, between “there” and “here”, between the solid and liquid modernity discussed by Zygmunt Bauman (2001).pt_BR
dc.description.abstractO objetivo principal deste estudo consiste em identificar e analisar questões de fronteiras físicas e metafóricas e/ou simbólicas, em uma comunidade étnica de origem germânica do Sul do Estado de Santa Catarina – comunidade de Vargem do Cedro – a partir do ponto de vista crítico dos estudos culturais e da antropologia transnacional, baseando-se nas discussões que envolvem as novas concepções dos termos “comunidade” e “fronteira”. Metodologicamente esta pesquisa se caracteriza como qualitativa e quantitativa. Foram participantes 30 moradores da comunidade, divididos em dois grupos: o primeiro representado por empresários e colaboradores dos estabelecimentos comerciais ligados diretamente ao turismo, e o segundo pelos indivíduos que não estão ligados às atividades turísticas, mas que representam as famílias da comunidade. Os principais instrumentos para coleta do corpus da pesquisa foram: questionário com perguntas abertas e fechadas, diário de campo e registros fotográficos atuais e históricos. Os resultados revelaram uma diversidade de fronteiras visíveis e (in)visíveis oriundas de mecanismos políticos, sociais e culturais includentes/excludentes, que em certos aspectos se formam como “barreiras” às reformulações identitárias da comunidade a partir de seus contato constante com turistas e visitantes. Assim, a comunidade objeto de estudo apresenta características culturais e identitárias bastante peculiares e com discretas reformulações, justamente por apresentar certa resistência aos fluxos, preferindo manter-se mais fortemente voltada para a manutenção de seus laços étnicos e culturais de “origem”, pois é dessa forma que se “vende” e se “projeta” turisticamente, como sendo etnicamente peculiar ao solo brasileiro. Sendo assim, pode-se concluir que esta comunidade, dentro do contexto da modernidade, vive no entre-lugar, nas duas margens, entre “lá” e o “cá”, entre a modernidade sólida e a modernidade líquida discutida por Zygmunt Bauman (2001).pt_BR
dc.format.extent145 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofPrograma de Pós-Graduação em Ciências da Linguagempt_BR
dc.subjectComunidadept_BR
dc.subjectFronteirapt_BR
dc.subjectTurismopt_BR
dc.titleFronteiras (in)visíveis: um olhar crítico sobre uma comunidade étnica de origem germânica do sul do estado de Santa Catarina.pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.areaLinguística, Letras e Artespt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons