Show simple item record

dc.contributor.advisorScherer, Alessandra d'Avila
dc.contributor.authorArruda, Camila Lehmkuhl de
dc.coverage.spatialPalhoçapt_BR
dc.date.accessioned2017-10-23T19:17:35Z
dc.date.available2017-10-23T19:17:35Z
dc.date.issued2012
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/3403
dc.description.abstractO suicídio é considerado, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, um problema de saúde pública. São cada vez mais altas as taxas de suicídio no mundo inteiro e esse fenômeno se constitui pela relação de diversos fatores, sendo um deles, o diagnóstico de alguma psicopatologia. Dessa forma, esta pesquisa visa caracterizar, de acordo com a literatura da saúde mental, de que forma os transtornos mentais podem ser diagnosticados como um risco para o suicídio, e tem como objetivos específicos identificar os principais transtornos, sua etiologia e outros fatores de risco do suicídio. Essa pesquisa é caracterizada por levantamento bibliográfico através da base de dados Scielo e MedLine, utilizando-se 14 artigos, dentre eles 12 de literatura nacional e 2 de literatura internacional, para ir mais além da literatura publicada no Brasil. A pesquisa possui caráter exploratório, com abordagem qualitativa e foi utilizada a técnica de análise de conteúdo para a análise dos dados coletados. Ao fim desse processo, foi possível perceber que os autores estão de acordo com relação às psicopatologias que estão mais propensas ao suicídio, como também com a maneira como elas se desenvolvem no sujeito e com outros fatores que estão relacionados o desencadeamento do suicídio, tais como aspectos biológicos, ambientais, histórico familiar e tentativas anteriores. Observou-se que, dos 14 artigos, 11 falam sobre a etiologia dos transtornos mentais; 8 falam sobre quais transtornos mentais estão relacionados ao suicídio e 7 falam sobre outros fatores desencadeantes do suicídio. Ao final da análise, pode-se identificar que os aspectos que constituem os transtornos mentais são similares aos que desencadeiam o suicídio, sugerindo uma forte relação entre psicopatologias e o suicídio, mais especificamente esquizofrenia, depressão, transtorno de humor bipolar, transtornos de personalidade anti-social e borderline. Ainda, os dados também apontaram o risco aumentado para o suicídio quando há associação dos quadros psicopatológicos ao abuso de álcool.pt_BR
dc.format.extent62 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofPsicologia - Pedra Brancapt_BR
dc.subjectPsicopatologiapt_BR
dc.subjectSuicídiopt_BR
dc.subjectTranstorno mentalpt_BR
dc.titleTranstornos mentais como fator de risco para o suicídiopt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.subject.areaCiências Humanaspt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons