Show simple item record

dc.contributor.advisorBasto, Maria de Lourdes da Silva Leite
dc.contributor.authorSilva, Cleuza da
dc.contributor.authorLorenski, Maria Inês
dc.coverage.spatialPalhoçapt_BR
dc.date.accessioned2017-10-23T19:24:47Z
dc.date.available2017-10-23T19:24:47Z
dc.date.issued2008
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/3486
dc.description.abstractO presente estudo, de natureza quanti-qualitativa, caracteriza-se pela busca dos fatores sociais que interferem no abandono ao tratamento de tuberculose. O trabalho foi realizado através de pesquisa de campo com usuários atendidos no Programa de Tuberculose do Posto de Saúde Central de Palhoça que abandonaram o tratamento no ano de 2006. É importante salientar que a tuberculose é uma doença infecto-contagiosa e que o tempo de tratamento preconizado pelo Ministério de Saúde é de seis meses, sendo que vários fatores sociais interferem no abandono ao tratamento. Conclui-se, então, que a intervenção do Serviço Social, no sentido de viabilizar direitos para que os usuários iniciem e concluam o tratamento é de suma importância nesse processo.pt_BR
dc.format.extent75 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofServiço Social - Pedra Brancapt_BR
dc.subjectFatores sociaispt_BR
dc.subjectTuberculosept_BR
dc.subjectServiço Socialpt_BR
dc.titleA intervenção do serviço social no programa de tratamento de tuberculose no município de Palhoça - SCpt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.subject.areaCiências Sociais Aplicadaspt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons