Show simple item record

dc.contributor.advisorHuber, Ana Cristina da Silva Mendes
dc.contributor.authorMachado, Victor Costa
dc.coverage.spatialTubarãopt_BR
dc.date.accessioned2017-11-29T17:53:53Z
dc.date.available2017-11-29T17:53:53Z
dc.date.issued2017
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/3702
dc.descriptionVigorexy, also known as muscular dysmorphic disorder, is characterized by an excessive preoccupation of the individual in not having a body strong enough or with large muscle volume, causing him or her to avoid daily activities to dedicate himself to the physical trainings. OBJECTIVE: The objective of this study was to verify the prevalence of vigorexy in musculation praticers. METHODS: This is a cross-sectional descriptive study. The studied population was composed of 26 men and 10 women musculation practicers, aged 19 to 45 years, who are enrolled in the Central Fitness - Tubarão - SC and Shay Fit - São Martinho – SC academies. Data collection was performed throught the Set of Silhouettes proposed by DAMASCENO et al (2011) and by the Exercise Dependence Scale – EDS-R (OLIVEIRA, 2010), as well as questions about practice time, age and sex. RESULTS: It can be observed that only 31% of the sample showed satisfaction with their body image and 69% are dissatisfied. Women presented greater dissatisfaction when compared to men. Regarding physical exercise dependence, only 3% (n = 1) of the sample was classified as dependent, but not dependent, 55% presented symptoms for this. Only one male individual was classified as dependent on exercise. As women, even non-dependent, 80% were classified as non-dependent symptomatic, that is, they presented symptoms of dependence. CONCLUSION: The research revealed a low prevalence of vigorexy, however, it can be observed that most of the evaluated already possesse characteristics prone to development of this disorder.pt_BR
dc.description.abstractA vigorexia, também conhecida como transtorno dismórfico muscular, é caracterizada por uma preocupação excessiva do indivíduo em não ter um corpo suficientemente forte ou com grande volume muscular, levando-o a evitar atividades diárias para se dedicar aos treinamentos físicos. OBJETIVO: O objetivo desta pesquisa foi verificar a prevalência de vigorexia nos praticantes de musculação. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal de caráter descritivo. A população estudada foi composta por 26 homens e 10 mulheres praticantes de musculação, com idades entre 19 a 45 anos, que estavam matriculados nas academias Central Fitness – Tubarão – SC e Shay Fit – São Martinho – SC. A coleta de dados foi realizada através do Conjunto de Silhuetas proposto por DAMASCENO et al (2011) e pela Escala de Dependência de Exercício - EDS-R (OLIVEIRA, 2010), além de perguntas sobre o tempo de prática, idade e sexo. RESULTADOS: Pode-se observar que apenas 31% da amostra demonstrou satisfação com sua imagem corporal e que 69% encontram-se insatisfeitos. As mulheres apresentaram maior insatisfação quando comparada aos homens. Quanto a dependência em exercícios físicos, apenas 3% (n = 1) da amostra foi classificada como dependente, entretanto embora não dependentes, 55% apresentaram sintomas para tal. Apenas um indivíduo do sexo masculino foi classificado como dependente em exercício. As mulheres, mesmo não dependentes, 80% foram classificadas como não dependentes sintomáticas, ou seja, apresentaram sintomas de dependência. CONCLUSÃO: A pesquisa revelou uma baixa prevalência de vigorexia, entretanto, pode-se observar que grande parte dos avaliados já possuíam características propensas para desenvolver este transtorno.pt_BR
dc.format.extent22 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofEducação Física Bacharelado - Tubarãopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectVigorexiapt_BR
dc.subjectImagem corporalpt_BR
dc.subjectDependência em exercíciopt_BR
dc.titlePrevalência de vigorexia em praticantes de musculação nas cidades de Tubarão e São Martinho - SCpt_BR
dc.title.alternativePrevalence of vigorexy in musculation practicers in the cities of Tubarão and São Martinho - SCpt_BR
dc.typeArtigo Científicopt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons