Show simple item record

dc.contributor.advisorGodoi, César Schmidt
dc.contributor.authorSilva, Amanda da
dc.contributor.authorNunes, Kauany de Souza
dc.coverage.spatialPalhoçapt_BR
dc.date.accessioned2017-11-29T21:28:24Z
dc.date.available2017-11-29T21:28:24Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/3724
dc.description.abstractOs estudos de estabilidade exercem importante papel na segurança de cortes em solos, já que inclinações irregulares, erosões, dentre outros problemas, podem comprometer seriamente a estabilidade de um talude. Geralmente análises de estabilidade de taludes são realizadas por métodos determinísticos que se tornaram comuns entre os profissionais da área de geotecnia. Porém, os mesmos não quantificam as incertezas existentes entre os parâmetros de resistência dos materiais, utilizando valores de média de parâmetros do solo para obter Fator de Segurança (FS), visando à análise de estabilidade. No entanto, com a grande variabilidade de propriedade dos solos para obtenção de dados mais reais, tornando a análise mais fiável, apresenta-se como alternativa o método probabilístico. Estes, diferentemente do determinístico, quantificam as incertezas quanto às variáveis envolvidas, utilizando-se de conceitos estatísticos, propiciando um Fator de Segurança (FS) médio e probabilidade de falha (PF) do talude. Estas análises probabilísticas mesmo sendo consideradas análises com maior precisão e, consequentemente, mais confiáveis, ainda são pouco utilizadas por engenheiros no Brasil, por consequência da cultura de utilização de métodos determinísticos serem ainda muito fortes no país. Para exemplificar a importância da análise de estabilidade, por diferentes métodos, foi realizado um estudo de caso de um talude de terra, localizado na Rua Mansur Elias no município de Santo Amaro da Imperatriz/SC. Para uma comparação de análises no intuito de verificar e realizar um estudo confiável para o talude estudado, foi previamente realizada a interpretação das características físicas e os parâmetros de resistência obtidos por ensaios das amostras de solo. A partir do software Slide, em sua verificação, investigaram-se as condições de estabilidade, seus fatores de segurança e sua probabilidade de ruptura. A avaliação da estabilidade do talude se deu por métodos determinísticos e probabilísticos, comparando os resultados fornecidos por ambas as análises. A estabilidade foi verificada para o talude nas condições sem presença de nível d’água e na presença do mesmo, em diferentes cotas, obtendo resultados de coeficiente de segurança e probabilidade de ruptura, verificando-os quanto aos critérios encontrados na literatura.pt_BR
dc.format.extent101 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofEngenharia Civil - Pedra Brancapt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectAnálise Determinísticapt_BR
dc.subjectAnálise Probabilísticapt_BR
dc.subjectEstabilidade de Taludespt_BR
dc.subjectProbabilidade de Rupturapt_BR
dc.titleEstabilidade de taludes utilizando métodos determinísticos e probabilísticos - estudo de caso Santo Amaro da Imperatrizpt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.subject.areaEngenhariaspt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons