Show simple item record

dc.contributor.advisorPaula, Giovani de
dc.contributor.authorSaid, Munir Abou
dc.coverage.spatialBrasiliapt_BR
dc.date.accessioned2016-11-24T23:35:59Z
dc.date.available2016-11-24T23:35:59Z
dc.date.issued2013
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/12345/385
dc.description.abstractO presente trabalho analisa temas considerados muito polêmicos, mais ainda para as sociedades modernas. Nas primeiras linhas resta estabelecida uma diferença no conceito entre os termos informações e inteligência, na busca pelos elementos que puderam contextualizar historicamente o direito de acesso à informação e a liberdade de expressar este direito, tido como garantia fundamental do cidadão nas democracias. Nos períodos de guerra ou nos períodos de paz, fazendo uso dos recursos disponíveis, temos um retrato da construção da história da civilização e das diretrizes adotadas pelo homem como premissa básica de sua sobrevivência. Os serviços de inteligência brasileiros recebem, em um capítulo, uma rápida exposição sobre sua formação. E por fim, é estabelecida uma comparação, sob a ótica de dois renomados autores nacionais, entre o controle parlamentar exercido pela Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência do Congresso Nacional e o Comitê de Inteligência do Senado dos Estados Unidos da América.pt_BR
dc.format.extent49 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofInteligência de Segurança - Unisul Virtual
dc.subjectHistóriapt_BR
dc.subjectInteligênciapt_BR
dc.subjectControle parlamentarpt_BR
dc.titleO controle externo da atividade de inteligência: um estudo comparado com o modelo norte-americanopt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.subject.areaCiências Sociais Aplicadaspt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons