Show simple item record

dc.contributor.advisorOuriques, Erasmo Paulo Miliorini
dc.contributor.authorSchmaedecke, Mariana
dc.coverage.spatialPalhoçapt_BR
dc.date.accessioned2017-12-07T10:33:38Z
dc.date.available2017-12-07T10:33:38Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/3901
dc.description.abstractEste estudo teve por objetivo avaliar a aptidão física de acadêmicos do curso de Educação Física que estagiam nas academias de musculação. Os objetivos específicos foram: mensurar as qualidades físicas força, flexibilidade, capacidade máxima de O2. Verificar o percentual de gordura dos acadêmicos por medida de dobras cutâneas e comparar os valores obtidos com tabelas de qualificações específicas de cada variável medida. Trata-se de uma pesquisa aplicada com abordagem quantitativa e objetivos descritivos, em que participaram da pesquisa dez acadêmicos de educação física de ambos os sexos e com idade compreendida entre 18 a 28 anos, Não houve nenhuma exclusão de participantes pois nenhum apresentou algum tipo de lesão ou limitação de movimento. Foram realizados os testes de sentar e alcançar, dinamometria de costas e coxas, abdominal em um minuto e pacer. O protocolo de quatro dobras cutâneas foi utilizado para verificação do percentual de gordura. Para os testes relacionados à força, abdominal /min. e flexão e extensão dos cotovelos, os resultados indicam para uma classificação excelente para maioria. No teste de preensão manual e dinamômetro de costas indicam classificação média. Já para dinamômetro de pernas os resultados apresentaram classificação ruim/fraco e abaixo da média. Para capacidade física flexibilidade a maioria dos acadêmicos atingiram a classificação alta. Em relação ao VO2máx. , os resultados apontaram nível elevado. Segundo a classificação American Heart Association (AHA). Os resultados do percentual de gordura (%G) geral classificam a maioria como ótimo para saúde. Concluindo, após os resultados dos testes que a aptidão física dos acadêmicos do curso de Educação Física apontam valores adequados para maioria deles no quesito saúde .pt_BR
dc.format.extent21 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofEducação Física Bacharelado - Pedra Brancapt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectAcadêmicos de educação físicapt_BR
dc.subjectAptidão físicapt_BR
dc.subjectMusculaçãopt_BR
dc.titleNível de aptidào física dos acadêmicos de educação física que estagiam em academias de musculaçãopt_BR
dc.typeArtigo Científicopt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons