Show simple item record

dc.contributor.advisorVugman, Fernando S.
dc.contributor.authorEluan Junior, Elizio Jorge
dc.coverage.spatialFlorianópolispt_BR
dc.date.accessioned2018-01-17T17:18:48Z
dc.date.available2018-01-17T17:18:48Z
dc.date.issued2009pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/4572
dc.descriptionThe phrase intersemiotic translation was coined by Roman Jacobson in order to classify that kind of translation, which is made from one medium to another. Such a concept includes, for instance, the adaptation of a literary work to film. In his book Tradução intersemiótica, Julio Plaza claims that the process o intersemiotic translation, when applied to aesthetic production, is a process of signic transmutation, of recreation. Thus, such a type or translation admits the possibility of a certain inventivity to be openly connected to a previous work. Such an admission is recurrent in the contemporary aesthetic production, many times called postmodernism, and which opposes the modernist period, in which the move was to leave behind all of the past aesthetic production. To better understand the creative process, as well as what has come to be known as postmodernity, the present thesis studies the resonance of voices from other authors in an aesthetic production, be it a filmic adaptation from a literary work, be it a production with no declared intention to adapt a previous work, and compares both situations. An attempt is made to understand how old texts are reinscribed in a “new” text, and how signs from a certain culture cross with each other. In order to achieve those goals, an analysis is made of the novel Dracula and of the film Bram Stoker’s Dracula. The theoretical frame employed here is constituted by the notions of modernism, language, aesthetics, writing, inventivity and our main concept, intersemiotic translation. Strong support comes from semiotics and the poststructuralist theories on language, as those advanced by authors like Julio Plaza, Pierce, Ronda Barthes, Jacques Derrida, Foucault, among otherspt_BR
dc.description.abstractO termo tradução intersemiótica foi cunhado por Roman Jacobson para classificar aquele tipo de tradução que se faz de um meio para outro. Encaixa-se neste conceito, por exemplo, a adaptação de uma obra literária para o cinema. No desenvolvimento de obra homônima, Julio Plaza chega a afirmar que o processo de tradução intersemiótica, aplicada à produção estética, é um processo de transmutação sígnica, de recriação. Este tipo de tradução, portanto, admite a possibilidade de uma determinada inventividade estar declaradamente ligada a outra anterior. Tal admissão é recorrente no atual momento da produção estética, muitas vezes chamado de pós-modernismo, que se contrapõe ao período modernista anterior, que buscava desligar-se de toda a produção do passado. Com a motivação de entender melhor o processo criativo humano e o que se chama de pós-modernidade, a presente dissertação estuda a ressonância de vozes de outros autores em uma produção estética, seja esta produção uma adaptação fílmica de uma obra literária, seja ela uma produção não intencionalmente ligada a outra, comparando ambos os casos. Como antigos textos são reinscritos em uma “nova” textualidade? Como os signos de uma determinada cultura se cruzam? Para atingir tais objetivos usaremos como corpus o livro Drácula e o filme Drácula de Bram Stoker, fazendo uma análise de conteúdo de ambos. Serão estudados os conceitos sobre pós-modernismo, linguagem, estética, escritura, inventividade, além da própria tradução intersemiótica. Para isso, utilizaremos fortemente a semiótica e teorias pós-estruturalistas da linguagem encontradas em autores como Plaza, Peirce, Barthes, Derrida, Foucault, dentre outros.pt_BR
dc.format.extent92 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofPrograma de Pós-Graduação em Ciências da Linguagempt_BR
dc.subjectAdaptaçãopt_BR
dc.subjectCriatividadept_BR
dc.subjectDráculapt_BR
dc.subjectPós-Modernismopt_BR
dc.subjectSemióticapt_BR
dc.titleDrácula transmutado: estudos sobre tradução e inventividade estéticapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.areaLinguística, Letras e Artespt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons