Show simple item record

dc.contributor.advisorCollaço, Vânia Sorgatto
dc.contributor.authorNunes, Maria Luiza Dutra
dc.coverage.spatialUnisul - Pedra Branca - Palhoçapt_BR
dc.date.accessioned2018-02-01T16:30:45Z
dc.date.available2018-02-01T16:30:45Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/4629
dc.descriptionIntroduction: The birth of a child who is hospitalized in a serious condition, or at risk of death, presents features not routinely experienced, such as intense routine, family pressures, anguish, leading to adapt to a hitherto unknown reality. Objective: To understand the daily life of families who experience the hospitalization of a newborn in the neonatal ICU at a reference maternity hospital in Florianópolis, in order to determine their socioeconomic profile and identify the feelings experienced by the family. Methodology: A case study was carried out at the Carmela Dutra Maternity Neonatal ICU in Florianópolis, Brazil, with a qualitative survey. Conduct semi-structured interviews with a sample consisted of 13 relatives of newborns hospitalized in ICU respecting the inclusion / exclusion criteria, availability, interest and anonymity. Data analysis was based on the method of Bardin providing two categories: Socioeconomic profile and Feelings living by families. Discussion: The ICU's environment involves and emerge conflicting feelings in the families that have their children, abruptly, under special care, demanding of these families a special effort to the care of the child in the ICU, the family, their tasks. The legal and social and culture context seems to stimulate the father's estrangement from care and attention to the child, at an important stage in the construction of the paternal and family bond. The sharing of the environment, integrates the health team and the family, building psychosocial manifestations, requiring the health professional technical skills and dynamism, an expanded vision, wisdom and patience in caring the patient and the family.pt_BR
dc.description.abstractIntrodução: O nascimento de um filho que é hospitalizado em estado grave, ou em risco de morte, apresenta particularidades não vivenciadas rotineiramente, como rotina intensa, pressões familiares, angústia, levando a se adaptarem a uma realidade até então desconhecida. Objetivo: Compreender o cotidiano das famílias que vivenciam a hospitalização de um recém-nascido na UTI neonatal em uma maternidade de referência em Florianópolis, buscando determinar seu perfil socioeconômico e identificar os sentimentos vividos pela família. Metodologia: Foi realizado um estudo de caso, na UTI Neonatal da Maternidade Carmela Dutra, em Florianópolis, com abordagem qualitativa. Realizaram-se entrevistas semiestruturadas em uma amostra de 13 familiares de recém-nascidos internados na UTI, respeitando-se os critérios de inclusão/exclusão, disponibilidade, interesse e anonimato. A análise de dados baseou-se no método de Bardin originando duas categorias: Perfil socioeconômico e Sentimentos vividos pelas famílias. Considerações finais: O ambiente de uma UTI neonatal envolve e aflora uma série de sentimentos conflitantes nas famílias que tem seus filhos, abruptamente, sob cuidados especiais, exigindo destas famílias esforço especial em relação ao cuidado do filho na UTI, a família, seus afazeres. O contexto legal e sócio-cultural parece estimular o afastamento do pai no cuidado e atenção ao filho, numa fase importante para construção do vínculo paternal e familiar. O compartilhamento do ambiente, integram quanto a equipe de enfermagem e a família, construindo manifestações psicossociais, ou estímulos, exigindo do profissional de saúde habilidades técnicas e dinamismo, uma visão ampliada, sabedoria e paciência em acolher o doente e a família.pt_BR
dc.format.extent21 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofEnfermagem - Pedra Brancapt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectUTI neonatalpt_BR
dc.subjectRelações familiarespt_BR
dc.subjectHumanização da assistênciapt_BR
dc.titleO cotidiano das famílias com recém-nascidos internados em unidade de terapia intensiva neonatal: um estudo de casopt_BR
dc.typeArtigo Científicopt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons