Show simple item record

dc.contributor.advisorMoraes, Heloisa Juncklaus Preispt_BR
dc.contributor.authorBressan, Luiza Lienept_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T14:52:57Z
dc.date.available2016-11-30T14:52:57Z
dc.date.issued2015
dc.identifier2021pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/500
dc.description.abstractEste estudo está focado no conjunto teórico do imaginário proposto por Durand. Apresenta como objetivo compreender de que forma se constrói, na narrativa, "Operários de Primeira Hora. A épica da migração italiana no sul de Santa Catarina" de Valdemar Muraro Mazzurana, o imaginário do imigrante italiano no sul de Santa Catarina. Para empreender a análise construímos um referencial teórico, fundamentando a teoria durandiana e os desdobramentos dos regimes diurno e noturno da imagem. Estes regimes fazem parte do que o teórico chamou o trajeto antropológico do imaginário. Também estudamos brevemente a questão da narrativa e do narrador, guiados por Benjamin. Na sequência situamos o autor Mazzurana e sua trajetória bem como a questão da ocupação das terras do sul catarinense pelas correntes imigratórias italianas. Como metodologia de trabalho, elegemos a mitocrítica e mitanálise, métodos desenvolvidos também por Durand para analisar de que forma se construiu a narrativa e de que forma a busca pela cocanha se constituiu como um mito norteador dos primeiros imigrantes que chegaram à região sul de Santa Catarina. Fazemos também algumas reflexões sobre a imagem de diaolim, como entidade representativa do mal que acompanhou um dos imigrantes desde a longínqua Itália e se fez presente até o desaparecimento da personagem. Assim, constatamos que as modificações do espaço geográfico (a grande floresta) são indissociáveis das transformações no espaço privado e do ser humano que transita neste espaço. O drama da imigração italiana que serve de pano de fundo da narrativa são focos privilegiados para recuperar o cotidiano de um território- Brentano- uma cidade imaginal. A experiência vivida aparece dota de múltiplos sentidos, sedimentados sob o jugo da conquista pela cocanha e pelas agruras de uma vida difícil, envolvida em dores e alegrias, na espera de um devir de fama e fartura para o imigrante.pt_BR
dc.description.abstractThis study is focused in the theoretical group of the imaginary proposed by Durand. It presents as objective understands that it forms if it builds, in the narrative, "Operários de Primeira Hora. A épica da migração italiana no sul de Santa Catarina" of Valdemar Muraro Mazzurana, the imaginary of the Italian immigrant in the south of Santa Catarina. To undertake the analysis we built a theoretical referencial, basing the theory durandiana and the unfolding of the regimes of the day and night of the image. These regimes are part of which the theoretical called the anthropological itinerary of the imaginary. We also studied shortly the subject of the narrative and of the narrator, guided by Benjamin. In the sequence we placed the author Mazzurana and his path as well as the subject of the occupation of the lands of the south Santa Catarina for the immigrant Italian currents. As work methodology, we chose the myth criticism and analysis of myth, methods also developed by Durand to analyze that it forms if it built the narrative and that it forms the search for the cocanha was constituted as a guiding myth of the first immigrants that arrived to the south area of Santa Catarina. We make also some reflections on the diaolim image, as representative entity of the evil that it accompanied one of the immigrants from distant Italy and it was made present until the character's disappearance. Like this, we verified that the modifications of the geographical space (the great forest) they are inseparable of the transformations in the private space and of the human being that in this space. The drama of the Italian immigration that serves as backdrop of the narrative is privileged focuses to recover the daily of a territory - Brentanothe imaginal city . The lived experience appears endows of multiples senses, silted up under the yoke of the conquest by the cocanha and for the bitterness of a difficult life, involved in pains and happiness, in the wait of a future of fame and abundance for the immigrant.en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMazzurana, Valdemar Muraro, 1945-pt_BR
dc.subjectImaginaçãopt_BR
dc.subjectItalianos - Santa Catarina - Ficçãopt_BR
dc.subjectNarrativa (Retórica)pt_BR
dc.subjectImagem (Psicologia)pt_BR
dc.titleOperários de primeira horapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.isReferencedByDissertação (mestrado)pt_BR
dc.hasPart111158_Luiza.pdfpt_BR
dc.subject.areaLinguística, Letras e Artespt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons