Show simple item record

dc.contributor.advisorAntônio, Terezinha Damian
dc.contributor.authorCosta, Thayná de Jesus
dc.coverage.spatialTubarão/SCpt_BR
dc.date.accessioned2018-07-06T13:28:35Z
dc.date.available2018-07-06T13:28:35Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/5186
dc.descriptionThe present graduation work aims to defend the possibility of civil liability of the adoption pretenders, which consists in the payment compensation for moral damage caused by the withdrawal during the stage of interaction. In order to do this, in the level, the work adopted the exploratory method, as far as the approach was adopted the quantitative technique and, regarding the procedure in data collection, the adopted system was the bibliographical one. The concept of civil liability and its assumptions was discussed. It was tried to demonstrate the family function, the phases and procedures for the adoption, as well as the importance of the period of coexistence and the consequences faced by the children or adolescents returned for any reason. It has been shown that in these cases, compensation is necessary, since the return of the child or adolescent after the stage of coexistence in the process of adoption is understood by these, as a second abandonment, which affects them in a way that meant their psychological and your self-esteem. In this sense, if there is a characterization of emotional and psychological disturbance in the child and adolescent, in the process of adoption, nothing is more just than a civil remedy, especially in view of the unjustified attitude of the adopters to return them under cover, often feel guilty about what has happened, further aggravating their suffering.pt_BR
dc.description.abstractO presente trabalho de conclusão de curso visa defender a possibilidade de responsabilização civil dos pretendentes à adoção, consistente no pagamento de indenização por danos morais, em virtude da desistência durante o estágio de convivência. Para isso, quanto ao nível, o trabalho adotou o método exploratório, quanto à abordagem foi adotada a técnica quantitativa e, quanto ao procedimento na coleta de dados o sistema adotado foi o bibliográfico. Abordou-se o conceito de responsabilidade civil e seus pressupostos. Procurou-se demonstrar a função da família, as fases e procedimentos para a adoção, bem como, a importância do período de convivência e as consequências enfrentadas pelas crianças ou adolescentes devolvidas por qualquer motivo. Mostrou-se que, nesses casos, a indenização faz-se necessária, pois a devolução da criança ou adolescente após estágio de convivência em processo de adoção é compreendido por esses, como um segundo abandono, o que afeta de maneira significava seu psicológico e sua autoestima. Nesse sentido, se houver caracterização de abalo emocional e psicológico na criança e no adolescente, em processo de adoção, nada mais justo do que uma reparação civil, especialmente, diante de atitude injustificada dos adotantes em devolvê-los ao abrigo, fazendo com que, muitas vezes, sintam-se culpados pelo ocorrido, agravando ainda mais o seu sofrimento.pt_BR
dc.format.extent111pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofDireito - Tubarãopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectDireito de Famíliapt_BR
dc.subjectAdoçãopt_BR
dc.subjectEstágio de Convivênciapt_BR
dc.titlePossibilidade de indenização em razão da devolução da criança ou adolescente após estágio de convivência em processo de adoçãopt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.subject.areaCiências Sociais Aplicadaspt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons