Show simple item record

dc.contributor.advisorSabino, Rafael Giordani
dc.contributor.authorSilva, Amanda Boppré
dc.coverage.spatialTubarãopt_BR
dc.date.accessioned2018-07-06T13:41:05Z
dc.date.available2018-07-06T13:41:05Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/5189
dc.descriptionPurpose: To analyze the effectiveness of the use of the control carried out by the Integrated Company of Agricultural Development of Santa Catarina through the placement of earrings in cattle as a means of proof in the crimes of cattle rustling. Method: For this, the present work adopted as deductive method of approach. As for the depth of the research, this will be exploratory and the procedure will be bibliographical, mainly through books and doctrines. Results: It was verified that today all the information that supplies the cadastre of the Brazilian System of Identification and Certification of Bovines and Bubalinos - SISBOV in Santa Catarina are provided by the producers themselves without any inspection through Integrated Company of Agricultural Development of Santa Catarina CIDASC, and also, that the system gives margins to various inaccuracies, used by the criminals to register in their own name the animals coming from cattle. Conclusion: It is concluded that because it is not a solid and undoubted evidence, the control carried out by CIDASC through SISBOV can not be used as a means of proof in the crimes of rustling.pt_BR
dc.description.abstractObjetivo: Analisar a efetividade de utilização do controle realizado pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina através da colocação de brincos em bovinos como meio de prova nos crimes de abigeato. Método: Para isso, o presente trabalho adotou como método de abordagem o dedutivo. Quanto ao nível de profundidade da pesquisa, esta será exploratória e o procedimento o bibliográfico, principalmente através de livros e doutrinas. Resultados: Verificou-se que hoje todas as informações que abastecem o cadastro do Sistema Brasileiro de Identificação e Certificação de Bovinos e Bubalinos - SISBOV em Santa Catarina são fornecidas pelos próprios produtores sem qualquer fiscalização por meio da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina - CIDASC, e ainda, que o sistema dá margens a diversas inexatidões, utilizadas pelos criminosos para cadastrar em seu próprio nome os animais provenientes de abigeato. Conclusão: Conclui-se que por não ser um meio de prova sólido e indubitável, o controle realizado pela CIDASC através do SISBOV não pode ser utilizado como um meio de prova nos crimes de abigeato.pt_BR
dc.format.extent64pt_BR
dc.language.isosem idiomapt_BR
dc.relation.ispartofDireito - Tubarãopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectAbigeatopt_BR
dc.subjectBovinospt_BR
dc.subjectProvaspt_BR
dc.titleA efetividade da utilização do controle realizado pela companhia integrada de desenvolvimento agrícola de Santa Catarina através da colocação de brincos em bovinos como meio de prova nos crimes de abigeatopt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.subject.areaCiências Sociais Aplicadaspt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons