Show simple item record

dc.contributor.advisorSantos, Rafaella Zulianello dos
dc.contributor.authorVarela, Gabriel Palma
dc.coverage.spatialPalhoçapt_BR
dc.date.accessioned2018-07-09T12:35:06Z
dc.date.available2018-07-09T12:35:06Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/5260
dc.description.abstractIntrodução: Sabe-se que a expectativa de vida vem aumentando nas últimas décadas e concomitantemente vêm crescendo as recomendações para um estilo de vida mais saudável por parte dos idosos. Dentre estas recomendações está a prática de exercícios físicos como a musculação que, tem chamado a atenção em função das crescentes evidências sobre seus benefícios nesta população. Porém, há carência de estudos na literatura que demonstrem qual a motivação dos idosos para a prática da musculação. Objetivo: Investigar qual a motivação para a prática da musculação em idosos do município de Palhoça. Métodos: Pesquisa aplicada, quantitativa, do tipo descritiva, de levantamento e com corte transversal. A amostra foi do tipo não probabilística por conveniência, composta por idosos praticantes de musculação no município de Palhoça. Para análise da motivação para a prática da musculação foi aplicado o Inventário de Motivação à Prática Regular de Atividade Física e Esporte (IMPRAFE-54). O instrumento contém 54 perguntas divididas em cinco domínios controle de estresse, saúde, sociabilidade, competitividade, estética e prazer. Resultados: Foram avaliados 24 idosos com de idade de 61,2(±4,9) anos, praticantes de musculação a 10,3 (±10,7) anos e que frequentam a academia em média 4,3 (±1,1) dias por semana. Quando analisados de forma geral dimensão que mais motiva os idosos para prática da musculação é a saúde, em detrimento da dimensão competitividade que foi a menos citada pelos avaliados. Quando comparadas as dimensões motivacionais entre homens e mulheres idosas, não houve diferença significativa entre nenhuma dimensão. A ordem das dimensões motivacionais em também foi a mesma para homens e mulheres: saúde seguido pelo controle de estresse, estética, sociabilidade, prazer e competitividade. Conclusão: A principal motivação para a prática da musculação em idosos do município de Palhoça foi a dimensão saúde, já a dimensão menos motivante para esta prática é a competitividade.pt_BR
dc.format.extent20.fpt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofEducação Física Bacharelado - Pedra Brancapt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectidosopt_BR
dc.subjectMotivaçãopt_BR
dc.subjectTreinamento de resistênciapt_BR
dc.titleMotivação para a prática da musculação por idosospt_BR
dc.typeArtigo Científicopt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons