Show simple item record

dc.contributor.advisorPereira, Jefferson Ricardopt_BR
dc.contributor.authorViana, Michellypt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T14:53:35Z
dc.date.available2016-11-30T14:53:35Z
dc.date.issued2015
dc.identifier1981pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/530
dc.description.abstractA população brasileira apresenta a cada dia que passa um maior número de pessoas sedentárias e com saúde bucal insatisfatória, incluindo crianças e adolescentes. Ambas as situações tem apresentado associações com diversas doenças sistêmicas. Baseado nisto, o objetivo desde trabalho foi verificar a associação do sedentarismo com condições de saúde bucal. O presente estudo tratou de uma pesquisa epidemiológica de delineamento transversal. Foram realizadas avaliações das condições bucais e de sedentarismo em 353 adolescestes devidamente matriculados nas redes de ensino públicas e particulares. Considerando as condições bucais, avaliou-se a presença de cárie pelo Índice CPO-D; presença de sangramento gengival e qualidade de higiene bucal. Para a identificação do sedentarismo foi usado o Questionário Internacional de Atividade Física Regular (PAQ-C). Para a validação dos resultados foram utilizadas para análise estatística o teste Qui-Quadrado para verificar a associação entre as variáveis de interesse, o Teste T para a comparação de médias e para as variáveis que apresentaram distribuição heterogênea foi utilizado o teste de Mann-Whitney. O valor de significância estabelecido foi de p menor do que 0,05. Os resultados deste trabalho mostrou uma prevalência de 74,3% de adolescentes sedentários, onde os indivíduos do sexo feminino diferiram do sexo masculino com 86,4% (p=0,001). Pôde-se observar associação significativa entre as variáveis sedentarismo e cárie dentária (p=0,001), e placa bacteriana (p=0,009) e o tempo gasto assistindo televisão (p=0,001). Observando os resultados deste estudo pôde-se concluir que existiu uma associação positiva entre sedentarismo e diferentes condições bucais.pt_BR
dc.description.abstractThe Brazilian population presents an ever-increasing number of sedentary people with poor oral health, including children and adolescents. Both physical inactivity and poor oral health have shown associations with various systemic diseases. Based on this fact, the purpose of this study was to verify the association between physical inactivity and oral health conditions. We conducted an epidemiological cross-sectional study on 353 adolescents enrolled in public and private schools. Assessment of the presence of caries was made by using the Decayed, Missing, Filled (DMF) index. Gingival bleeding and quality of oral hygiene were also examined to evaluate the oral conditions. The International Physical Activity Questionnaire (PAQ-C) was used to assess physical activity. Pearson¿s Chi-square test was used to evaluate the association between the variables of interest; the Student¿s t-test was used for mean comparison and the Mann-Whitney test for analysis of variables with heterogeneous distribution. The confidence parameter was set at p = 0.05. The results of this study showed that 74.3% were sedentary adolescents, the great majority of whom were girls (86.4%, p=0.001). There was a positive association between sedentary lifestyle and tooth decay (p=0.001), dental plaque (p=0.009), and time spent watching television (p=0.001). This study concluded that there was a positive association between physical inactivity and poor oral health.en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectOdontologiapt_BR
dc.subjectSaúde bucalpt_BR
dc.subjectExercícios físicospt_BR
dc.subjectEstilo de vidapt_BR
dc.titlePrevalência de sedentarismo e sua influência nas condições bucaispt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.isReferencedByDissertação (mestrado)pt_BR
dc.hasPart110924_Michelly.pdfpt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons