Show simple item record

dc.contributor.advisorPereira, Jefferson Ricardopt_BR
dc.contributor.authorPamato, Saulopt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T14:53:36Z
dc.date.available2016-11-30T14:53:36Z
dc.date.issued2014
dc.identifier1983pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/531
dc.description.abstractOs cimentos resinosos são compósitos resinosos de baixa viscosidade indicados na retenção e selamento marginal de restaurações indiretas, diferindo entre si de acordo com o pré-tratamento proposto previamente a etapa de cimentação. Por sua vez, os cimentos resinosos autoadesivos surgiram no mercado exibindo características de um protocolo simples de aplicação, contrapondo-se a sensibilidade técnica dos demais cimentos resinosos adesivos. Este trabalho se propôs a avaliar a influência de diferentes técnicas de hibridização na adesão de um cimento resinoso autoadesivo. Para tal, 30 molares humanos hígidos, oriundos de um banco de dentes, foram divididos em 6 grupos (n=10). Os espécimes receberam 3 secções longitudinais possibilitando a inclusão dos cortes centrais em matrizes de PVC. Com exceção do grupo controle (G1), cada grupo recebeu um pré-tratamento dentinário distinto de acordo com as recomendações do fabricante: G2 - condicionamento ácido total com sistema de 3 passos (Optibond¿ FL, Kerr), G3 - condicionamento ácido total com sistema de 3 passos (Adper¿ Scotchbond¿ Multi- Purpose, 3M ESPE), G4 - condicionamento ácido total com sistema de 2 passos (Adper¿ Single Bond 2, 3M ESPE), G5 - sistema autocondicionante de passo único (Bond Force, Tokuyama), G6 - sistema universal (Single Bond Universal, 3M ESPE). Em seguida, todos os grupos receberam a cimentação de um cilindro de cimento resinoso autoadesivo (RelyX U200, 3M ESPE) confeccionado a partir de uma matriz de polipropileno. Na avaliação da resistência de união, os corpos de prova foram submetidos ao teste de microcisalhamento e avaliados de acordo com o padrão de fratura por meio de microscopia óptica. Os resultados foram submetidos ao teste de Kruskal-Wallis, sugerindo diferença estatística significativa entre os grupos (p=0,04), e Tukey para comparações múltiplas, apontando diferença estatística significativa entre G1 e G3 (p<0,05). Quanto à análise microscópica, constatou-se alta predominância de falhas adesivas, seguido de falhas mistas e coesivas em dentina. Considerando as limitações do presente estudo, conclui-se que o emprego de um protocolo prévio de hibridização dentinária é capaz de elevar os valores de resistência a união do cimento resinoso autoadesivo, principalmente frente a utilização do sistema Adper¿ Scotchbond¿ Multi-Purpose.pt_BR
dc.description.abstractThe resin cements are composte resin of the low viscosity indicated in retention and marginal sealing of indirect restorations, differing from each other in accordance with pre-treatment previously proposed to the cementation step. In turn, the self-adhesive resin cements come onto de market showing features of a simple application protocol, countering the technical sensivity of the others resin cements. This study aimed to evaluate the effect of different hybridization techniques in adhesion of a self-adhesive resin cement. For such, 30 human molars, coming from a teeth's bank, were divided into 6 groups (n=10). The specimens received 3 longitudinal sections allowing the inclusion of central cuts in PVC matrix. Except the control group (G1), each group has received a different dentin pretreatment according with to the manufacturer's recommendations: G2 - etch & rinse system with 3 steps (Optibond¿ FL, Kerr), G3 - etch & rinse system with 3 steps (Adper¿ Scotchbond¿ Multi- Purpose, 3M ESPE), G4 - etch & rinse system with 2 steps (Adper¿ Single Bond 2, 3M ESPE), G5 - self-etching system with only step (Bond Force, Tokuyama), G6 - universal system (Single Bond Universal, 3M ESPE). Then all groups received the cementing of a self-adhesive resin cement cylinder (RelyX U200, 3M ESPE) made from a polypropylene matrix. In the evaluation of bond strength, the samples were subjected to the microshear test and evaluated according to the fracture pattern by optical microscopy. The results were submitted to the Kruskal-Wallis test, suggesting a statistically significant difference between groups (p=0,04), and Tukey for multiple comparisons, indicating a statistically significant difference between G1 and G3 (p<0.05). As regard the microscopic analysis, it was verified high prevalence of adhesive failures, followed by mixed failure and cohesive in dentin. Giving the limitations of this study, it is concluded that the use of a previous protocol of dentin hybridization is able to raise the values of resistance the union of the self-adhesive resin cement, mainly when using the Adper¿ Scotchbond¿ Multi-Purpose system.en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectOdontologiapt_BR
dc.subjectAdesivos dentáriospt_BR
dc.subjectRestauração (Odontologia)pt_BR
dc.titleDentina hibridizada afeta a adesão do cimento resinoso autoadesivo?pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.isReferencedByDissertação (mestrado)pt_BR
dc.hasPart110926_Saulo.pdfpt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons