Show simple item record

dc.contributor.advisorTraebert, Jefferson Luiz
dc.contributor.authorTraebert, Eliane Silva de Azevedo
dc.coverage.spatialPalhoçapt_BR
dc.date.accessioned2018-07-11T11:01:30Z
dc.date.available2018-07-11T11:01:30Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/5388
dc.descriptionIntroduction: The development of the child can be influenced by the first thousand days of life, which comprise the nine months of pregnancy until the end of the second year of life after birth. Malocclusions are changes in the development and growth of maxillary muscles and bones that can alter the dental positioning. Objective: To identify the association between factors of the first thousand days of life and the occurrence of risk behaviors to the malocclusion. Methods: A cross-sectional study involving 664 children born in 2009 living in Palhoça, Brazil. Data collection was performed through interviews with mothers in the homes and oral examinations of children in schools. In the first stage the dependent variables were interruption of exclusive breastfeeding in the fourth and sixth month, use of bottlefeeding, pacifier and digital suction. The independent variables were conditions of the first thousand days. In the second, the dependent variables were the malocclusions. The independent variables were current socio-demographic conditions, breastfeeding practices and sucking habits. Multivariate analyzes were performed using Poisson regression. Results: Maternal schooling, mother and father occupation, teenage pregnancy, attendance at day care, reflux and hospitalization in the first 29 days were associated with breastfeeding practices and nutritive and non-nutritive sucking habits. The current father's occupation, private school type, interruption of exclusive breastfeeding up to the fourth month, and pacifier sucking showed to be associated with molar/canine class II or III relationship, posterior crossbite and anterior open bite. Conclusions: Variables related to the first thousand days of the child's life were associated with the occurrence of risk behaviors for malocclusion. Socioeconomic conditions, breastfeeding practices and sucking habits were shown to be statistically associated with malocclusions.pt_BR
dc.description.abstractIntrodução: O desenvolvimento da criança pode ser influenciado pelos primeiros mil dias de vida, que compreendem os nove meses de gestação até o final do segundo ano de vida após o nascimento. Oclusopatias são alterações de desenvolvimento e crescimento de músculos e ossos maxilares que podem alterar o posicionamento dentário. Objetivo: Identificar associação entre fatores dos primeiros mil dias de vida e ocorrência de comportamentos de risco às oclusopatias. Métodos: Estudo transversal envolvendo 664 crianças nascidas em 2009 residentes em Palhoça/SC. A coleta de dados foi realizada por entrevistas com as mães nos domicílios e exames bucais das crianças nas escolas. Na primeira etapa as variáveis dependentes foram interrupção do aleitamento materno exclusivo no quarto e no sexto mês, uso de mamadeira, de chupeta e sucção digital. As variáveis independentes foram condições dos primeiros mil dias. Na segunda, as variáveis dependentes foram as oclusopatias. As variáveis independentes foram condições sócio-demográficas atuais, práticas de amamentação e hábitos de sucção. Foram realizadas análises multivariadas por meio da regressão de Poisson. Resultados: A escolaridade materna, ocupação da mãe e do pai, gravidez na adolescência, frequência à creche, ocorrência de refluxo e internação hospitalar nos primeiros 29 dias mostraram-se associados com práticas de aleitamento materno e hábitos de sucção nutritivos e não nutritivos. A ocupação atual do pai sem renda, tipo de escola privada, interrupção do aleitamento materno exclusivo até o quarto mês e a sucção de chupeta mostraram-se associados com relação molar/canino classe II ou III, mordida cruzada posterior e aberta anterior. Conclusões: Variáveis relacionadas aos primeiros mil dias de vida da criança mostraram-se associadas a ocorrência de comportamentos de risco para oclusopatias. Condições socioeconômicas, práticas de amamentação e hábitos de sução mostraram-se estatisticamente associadas com oclusopatias.pt_BR
dc.format.extent143 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofPrograma de Pós-Graduação em Ciência da Saúdept_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectDesenvolvimento infantilpt_BR
dc.subjectSaúde da criançapt_BR
dc.subjectAmamentaçãopt_BR
dc.subjectHábitos de sucçãopt_BR
dc.subjectSaúde bucalpt_BR
dc.subjectOclusopatiaspt_BR
dc.titleAssociação entre os primeiros mil dias de vida da criança e comportamento de risco às oclusopatiaspt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.coadvisorSchneider, Ione Joyce Ceola
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons