Show simple item record

dc.contributor.advisorSilva, Rosana Mara da
dc.contributor.authorVieira, Pauline Fermiano
dc.coverage.spatialTubarão - Santa Catarinapt_BR
dc.date.accessioned2018-07-16T02:04:35Z
dc.date.available2018-07-16T02:04:35Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/5453
dc.descriptionAbstract: Suborbital hyperpigmentation is an inesthetic, multifactorial disorder related to local microvascular insufficiency. As a treatment for this pathology, we have radiofrequency which is an electromagnetic wave, not ablative. It has as physiological effects vasodilation, promotes the increase of nutrients and tissue oxygen. The LED is a phototherapeutic feature, presents as physiological effects stimulus of neocolagenesis, anti-inflammatory, cicatrizante, activator of cellular metabolism, free radical fighting, bactericidal effect. The present article was characterized by a descriptive study, with a qualitative approach and as a procedure the bibliographic review was used. Aiming to know the scientific evidences of the effectiveness of radiofrequency and LED equipments for suborbital hyperpigmentation. The following databases were used to collect the articles used in the bibliographic review: PUBMED, MEDLINE, SciELO, GOOGLE ACADEMMICO and VHL, from 2004 to May 2018. For the selection of articles, the following keywords were used: "LED "," Radiofrequency "and" suborbital hyperpigmentation ", all of them combined and individualized in the Portuguese language. We analyzed 3 books that corroborate the reasons for this article. For the current study, of the 22 scientific studies, 14 articles were included. As a result we find that both LED and radiofrequency are effective for treatment, being used individually or in combination. It is concluded with this study that both treatments prove effective through their physiological effects to combat this aesthetic pathology, highlighting the need for more clinical trials to buy the beneficial results of both treatments due to the lack of bibliographical references.pt_BR
dc.description.abstractResumo: A hiperpigmentação suborbital é um distúrbio inestético, multifatorial relacionado a insuficiência microvascular local. Como tratamento dessa patologia, temos a radiofrequência que é uma onda eletromagnética, não ablativa. Possui como efeitos fisiológicos a vasodilatação, promove o aumento de nutrientes e oxigênio tissular. O LED é um recurso fototerápico, apresenta como efeitos fisiológicos estímulo da neocolagênese, anti-inflamatório, cicatrizante, ativador do metabolismo celular, combate aos radicais livres, efeito bactericida. O presente artigo caracterizou-se por um estudo do tipo descritivo, com abordagem qualitativa e como procedimento foi usada a revisão bibliográfica. Tendo como objetivo conhecer as evidências científicas da eficácia dos equipamentos de radiofrequência e LED para atuação na hiperpigmentação suborbital. Para levantamento dos artigos usados na revisão bibliográfica utilizou-se as seguintes bases de dados: PUBMED, MEDLINE, SciELO, GOOGLE ACADÊMICO e BVS, do período de 2004 a maio de 2018. Para seleção dos artigos, foram utilizados como palavras chaves, “LED”, “radiofrequência” e “hiperpigentação suborbital”, todas de formas combinadas e individualizadas no idioma português. Foram analisados 03 livros que corroboram para fundamentação deste artigo. Para o atual estudo, dos 22 estudos científicos, foram incluídos 14 artigos. Como resultado encontramos que tanto o LED quando a radiofrequência são eficazes para o tratamento, sendo usado de forma individual ou em combinação. Conclui-se com esse estudo, que ambos os tratamentos se mostram eficazes através de seus efeitos fisiológicos para combater essa patologia estética, ressaltando a necessidade de mais ensaios clínicos para comprar os resultados benéficos de ambos os tratamentos devido à carência de referências bibliográficas.pt_BR
dc.format.extent12pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofEstética e Bem Estar - Tubarãopt_BR
dc.rightsAttribution 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/3.0/br/*
dc.subjectRadiofrequência. LED de baixa potência. Olheiras. Hiperpigmentação suborbital vascularpt_BR
dc.titleRadiofrequência x LED na despigmentação suborbital vascular: uma revisão bibliográficapt_BR
dc.title.alternativeX-radiofrequency x on vascular suborbital depigmentation: a bibliographic reviewpt_BR
dc.typeArtigo Científicopt_BR
dc.contributor.coadvisorDevilla, Milliana Henrique
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons