Show simple item record

dc.contributor.advisorMarcomin, Fátima Elizabetipt_BR
dc.contributor.authorSantos, Janaina Antunes dospt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T14:54:53Z
dc.date.available2016-11-30T14:54:53Z
dc.date.issued2014
dc.identifier1713pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/579
dc.description.abstractO conhecimento das concepções que as pessoas possuem e tecem acerca do ambiente são fundamentais a processos educativos em e para a Educação Ambiental. Este estudo objetivou analisar a concepção socioambiental que a comunidade escolar possui sobre a Lagoa Azul/ Siderópolis/SC e seu entorno, buscando compreender se aspectos atinentes a tal lagoa são contemplados na prática pedagógica dos professores da Escola de Ensino Fundamental Deputado Sílvio Ferraro. Para tanto, foi desenvolvida uma pesquisa de cunho qualitativo, do tipo estudo de caso, por meio da aplicação de questionários semiestruturados. A pesquisa contou com a participação de 42 sujeitos, dentre eles, 35 alunos e sete professores das oitavas séries da mencionada escola. Os dados foram interpretados a partir da construção de categorias emergentes. Dentre os resultados, destaca-se que a concepção de ambiente que predomina é a de um problema, tanto para alunos como para os professores. O processo educativo vivenciado ao tratar da lagoa não se baseia em uma abordagem crítica, emancipatória e transformadora de Educação Ambiental. A lagoa não é considerada elemento pedagógico importante pelos professores. Alguns dos professores (minoria) mencionam conhecer o contexto histórico do ambiente, sendo que apenas um deles afirma fazer uso de tal informação em sala de aula. A maioria dos professores envolvidos neste estudo não conhece a lagoa. Confrontando as respostas dos alunos e dos professores quando se referem à lagoa e seu entorno, ambos os grupos ressaltam a poluição e o perigo que a lagoa oferece. Outro aspecto importante é salientar que a poluição atribuída à lagoa, na concepção dos alunos, decorre apenas dos dejetos lançados neste corpo d¿água, não se referem aos problemas oriundos na origem da formação da lagoa e decorrentes do processo de mineração de carvão na região. Já com relação ao perigo enfatizado por alunos e professores, percebe-se que os alunos tecem tal argumento em função da profundidade da lagoa. Para aqueles professores que dizem conhecer a lagoa e a contemplam em sala de aula, o perigo não está somente relacionado à profundidade, mas também à transmissão de doenças por meio da utilização da lagoa como balneário, face à poluição por esgoto. Acredita-se que um processo de Educação Ambiental nesta escola deva enfocar questões de ordem socioeconômica; a construção de conhecimentos a respeito do ecossistema local; a identificação de agentes sociais na própria escola/comunidade que sejam capazes de atuarem como educadores ambientais; a clarificação de conceitos e, ainda, uma educação que agrega valor, sentimento, comprometimento, respeito e cumplicidade com o outro e o ambiente. Evidenciou-se a importância de as universidades atuarem no processo de formação inicial e continuada de professores, englobando aspectos socioambientais e comprometidos com a sustentabilidade.pt_BR
dc.description.abstractThe knowledge of conceptions that people have about the environment are fundamental to the educative processes in and for Environmental Education. This study aimed at analyzing the socio-environmental conception which the school community has about the Blue Lake ¿ Siderópolis/SC and its surroundings, in order to understand if the aspects concerning the Lake are part of the pedagogical practice of the teachers at Escola de Ensino Fundamental Deputado Sílvio Ferraro.Therefore, a qualitative case study was developed, by applying semistructured questionnaires. The study had the participation of 42 subjects, among them, 35 students and seven teachers, from the eighth grades at the school mentioned above.The data were interpreted by constructing emerging categories. Among the results we highlight the environment conception that continues to be a problem, both for the students and the teachers. The educative process which was experienced while dealing with the lake, is not based on an emancipator and transforming critical approach of Environmental Education. The lake is not considered an important pedagogical element by the teachers. Some teachers (minority) claim to know the historical context of the environment, while just one of them claims to use such information in class. Most of the teachers involved in this study don¿t know the lake.Confronting the answers of the students and the teachers when they refer to the Lake and its surroundings, both groups highlight the pollution and the danger the lake brings about. Another important aspect is to point out that the pollution linked to the lake, in the students point of view, comes just from the waste disposed in this body of water, they do not refer to the problems coming from the lake formation and derived from the coal mining in the region. As for the danger emphasized by students and teachers, we noticed that the students have this argument because of the lake depth.For the teachers who claim they know the lake and discuss about it in class, the danger is not only related to the depth but also to the transmission of diseases while using the lake as a resort, since there¿s sewer pollution. We believe that an Environmental Education process should focus on socioeconomical issues; building knowledge about the local ecosystem; the identification of social agents at the very school/community who would be capable of acting as environmental educators; the clarification of concepts and, yet, an education that adds value, feeling, commitment,respect and complicity towards their neighbors and the environment. It was evident the importance of the universities to act in the initial and continuous teacher-trainingprocess comprising socioenvironmental aspects and committed to sustainability.en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMeio ambientept_BR
dc.subjectEducação ambientalpt_BR
dc.titleUma investigação escolar acerca das concepções ambientais sobre a lagoa Azul - Siderópolis/SCpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.isReferencedByDissertação (mestrado)pt_BR
dc.hasPart109627_Janaina.pdfpt_BR
dc.subject.areaCiências Humanaspt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons