Show simple item record

dc.contributor.advisorSchlindwein, Aline Daiane
dc.contributor.authorMozzaquatro, Julia Teixeira
dc.coverage.spatialPalhoça/ SCpt_BR
dc.date.accessioned2019-06-26T23:08:52Z
dc.date.available2019-06-26T23:08:52Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/7262
dc.description.abstractObjetivo Analisar os fatores associados à Síndrome Respiratória Aguda Grave no Sul do Brasil nos anos de 2015 a 2016. Métodos Estudo observacional do tipo caso controle que analisou pacientes diagnosticados com SRAG no estado de Santa Catarina. O levantamento das informações foi realizado a partir da ficha de notificação. O banco de dados foi exportado para o programa IBM SPSS onde procedeu-se as análises estatísticas. O nível de significância adotado foi de 5%. Resultados. Foram notificados 3340 casos sendo que os extremos de idade foram os grupos mais acometidos. A principal etiologia encontrada foi Influenza A subtipo H1N1 pdm09. Presença de sintomas como febre, tosse, dor de garganta, mialgia elevam a chance de desenvolver SRAG assim como a presença de doença hepática crônica e obesidade; não uso de suporte ventilatório, diagnóstico de infecção viral e ser do sexo masculino (p< 0,05). Indivíduos com menor escolaridade, vacinados, com desconforto respiratório, imunodeprimidos, com doenças neurológicas crônicas tem menos chance de desenvolver SRAG. Vacina sazonal contra Influenza não foi identificada como fator protetor (p>0,05). Não houve associação significativa com obesos ou gestantes. Conclusões Os vírus respiratórios são a principal causa de SRAG, dentre eles o principal é o Influenza A H1N1 pmd09. A síndrome afeta principalmente indivíduos com menos de 2 anos, maiores de 60 e portadores de doenças crônicas não transmissíveis. Indivíduos do sexo masculino, com febre, tosse, dor de garganta, mialgia, presença de doença hepática crônica e obesidade tem mais chance de desenvolver SRAG.pt_BR
dc.format.extent33 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofMedicina - Pedra Brancapt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectSíndrome respiratória aguda gravept_BR
dc.subjectHospitalizaçãopt_BR
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.titleFatores associados à síndrome respiratória aguda grave no sul do Brasil em 2015 e 2016pt_BR
dc.typeArtigo Científicopt_BR
dc.contributor.coadvisorPereira, Elayne
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons