Show simple item record

dc.contributor.advisorZappelini, Carlos Eduardo Monteiro
dc.contributor.authorStefanes, Marília
dc.coverage.spatialTubarãopt_BR
dc.date.accessioned2019-09-18T19:14:56Z
dc.date.available2019-09-18T19:14:56Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/8152
dc.description.abstractINTRODUÇÃO: A epistaxe é definida como o sangramento da mucosa nasal. Estima- se que pelo menos 60% dos adultos já tenha apresentado algum episódio de epistaxe, sendo mais comum nos homens. O suprimento vascular nasal apresenta ramos da artéria carótida interna e externa e a principal área de ocorrência de epistaxes é o Plexo de Kisselbach, situado na região anterior das fossas nasais. O manejo da epistaxe baseia-se principalmente em tamponamento anterior ou posterior, cauterização e ligadura. Este estudo tem por objetivo analisar o manejo (terapêutica) e o perfil epidemiológico dos pacientes admitidos Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) em Tubarão, Santa Catarina com a queixa de epistaxe. MÉTODOS: Estudo transversal que incluiu pacientes admitidos no HNSC com queixa de epistaxe no período de 2010 a 2017, resultando em 704 pacientes. Os dados foram obtidos através de prontuários pelo software TASY e inseridos em instrumento de coleta estruturado pelos pesquisadores. RESULTADOS: Participaram do estudo 290 mulheres e 414 homens, com idades entre 0 e 97 anos. Foi observado que 49,7% destes apresentavam alguma comorbidade e que 30% foram admitidos com crise hipertensiva. O manejo principal foi o de tamponamento (46,2%), a recorrência também foi maior no uso do tampão como terapêutica. CONCLUSÃO: O manejo mais utilizado foi o tamponamento seguido do expectante, cauterização e ligadura respectivamente.pt_BR
dc.format.extent25 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofMedicina - Tubarãopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectEpistaxept_BR
dc.subjectOtorrinolaringologiapt_BR
dc.subjectSangramento nasalpt_BR
dc.titleAvaliação do manejo dos casos de epistaxe de um hospital terciário do sul de Santa Catarinapt_BR
dc.title.alternativeEVALUATION OF THE MANAGEMENT IN THE EPISTAXIS CASES IN A TERTIARY HOSPITAL IN THE SOUTH OF SANTA CATARINApt_BR
dc.typeArtigo Científicopt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons