Show simple item record

dc.contributor.advisorSilva, João Batista dapt_BR
dc.contributor.authorBackes, Rafaelpt_BR
dc.date.accessioned2016-11-30T15:00:16Z
dc.date.available2016-11-30T15:00:16Z
dc.date.issued2010
dc.identifier716pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/878
dc.description.abstractNo presente trabalho estuda-se, através do método de pesquisa dedutivo, com técnica de pesquisa bibliográfica, uma idéia geral de Crise do Direito Moderno, as questões que a originou, os problemas ocasionados e possíveis soluções. O tema apresenta alta carga de atualidade, pelo fato de que, contemporaneamente, observa-se a Crise no Direito Moderno, sentida pela desvinculação entre o discurso social e o discurso positivo. É nesse cenário que se observa, constantemente, a atuação de um Poder Judiciário mais ativo, criando o direito. Destarte, o presente trabalho tem como objetivo institucional a conclusão de curso com requisito parcial para a obtenção do grau em Bacharel em Direito na Universidade do Sul de Santa Catarina. Outrossim, possui como objetivo geral de pesquisa identificar a desarmonia do discurso positivado do direito perante o discurso social, bem como suas causas, e propor uma solução, sendo que esta se resume a um maior ativismo judicial mediante a criação judicial do direito. O primeiro capítulo traz a noção introdutória, fixando e demonstrando toda a problemática, questionamentos e objetivos a serem tratados e resolvidos no decorrer do presente trabalho. O segundo capítulo, por sua vez, trata do nascimento da concepção positivista do direito até o seu auge e estado atual, pelo qual a idéia de direito e direito positivo se confundem, ocasionando o surgimento da Crise do Direito Moderno. O terceiro capítulo reformula os conceitos de lei, interpretação, normas, criação do direito, função judicial, entre outros, trazidos pela Dogmática Jurídica do juspositivismo. O quarto capítulo analisa as causas aparentes que levam o juiz a criar o direito no sentido "forte". Finalmente, o quinto capítulo apresenta a conclusão e os resultados obtidos com o presente trabalho, ou seja, fixa-se uma teoria dialética de reforma do pensamento jurídico moderno, através do poder criador do direito pelo juiz, para, assim, superar o paradigma juspositivista gerador da Crise do Direito Moderno e promover uma harmonia entre os discursos positivo e sociapt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofDireito - Pedra Branca
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectDireitopt_BR
dc.subjectJuízespt_BR
dc.subjectHermenêutica (Direito)pt_BR
dc.titleA criação judicial do direito como possível harmonizadora dos discursos positivo e socialpt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.isReferencedByMonografia (Curso de Graduação em Direito)pt_BR
dc.hasPart101167_Rafael.pdfpt_BR
dc.subject.areaCiências Sociais Aplicadaspt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons