Show simple item record

dc.contributor.advisorProphiro, Josiane Somariva
dc.contributor.authorLeote, Diego Soares
dc.coverage.spatialTubarão/ SCpt_BR
dc.date.accessioned2020-03-09T19:12:58Z
dc.date.available2020-03-09T19:12:58Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/9243
dc.descriptionVisceral leishmaniasis is a vector-borne parasitic disease that is among the most neglected diseases in the world. The disease affects children and immunosuppressed people, causing fever, weight loss and even death. The main reservoir of the disease is the domestic dog and monitoring the prevalence of the disease in dogs can prevent the increase of cases in humans. This study aimed to define the prevalence of Visceral Canine Leishmaniasis in a non - endemic region in the southern state of Santa Catarina, as well as to identify risk factors for infection. A cross - sectional study was carried out with dogs from Centers for Zoonoses Control of the cities of Tubarão and Criciúma. Blood samples were collected from 107 dogs that were analyzed by the real-time polymerase chain reaction method, and the characteristics of the canine population were observed through a questionnaire and physical examination. Of the total number of dogs collected, 20 animals were positive (19%), of which 17 dogs (85%) had no clinical signs of the disease. A higher positivity was observed in animals older than 7 years (33.3%) and in urban dwellers (23.3%). There was no difference between positive males and females, as well as between castrated and non-castrated females. None of the variables presented statistical significance when applied to the Pearson chi-square test. The main symptom identified in the observation were dermatopathies (84.2%). It is concluded that the prevalence of dogs positive for Visceral Canine Leishmaniasis in the study is higher than the prevalence compared to other regions considered non-endemic, showing that there is transmission of the disease in the studied population and that the high index of asymptomatic positives may contribute to the non-identification of cases.pt_BR
dc.description.abstractA leishmaniose visceral é uma doença parasitária transmitida por vetor, que figura entre as mais negligenciadas do mundo. A doença atinge preferencialmente crianças e pessoas imunodeprimidas, causando febre, emagrecimento e até a morte. O principal reservatório da doença é o cão doméstico e a monitorização da prevalência da doença nos cães pode prevenir o aumento dos casos em humanos. Este trabalho teve como objetivo definir a prevalência de Leishmaniose Visceral Canina em região não endêmica no sul do estado de Santa Catarina, bem como identificar fatores de risco para a infecção. Foi realizado um estudo transversal com cães provenientes de Centros de Controle de Zoonoses dos municípios de Tubarão e Criciúma. Coletaram-se amostras de sangue de 107 cães às quais foram analisadas pelo método de reação em cadeia da polimerase em tempo real, além disso,foram observadas as características da população canina por meio de questionário e exame físico. Do total de cães coletados 20 animais foram positivos (19%) dos quais, 17 cães (85%) não apresentavam nenhum sinal clínico da doença. Determinou-se maior positividade nos animais acima de 7 anos (33,3%) e nos habitantes de zona urbana (23,3%). Não houve diferença entre machos e fêmeas positivos, bem como entre castrados e não castrados. Variáveis como gênero, idade, raça, pelagem ou castração, não apresentaram significância estatística quando aplicado o teste do qui-quadrado de Pearson. O principal sintoma identificado na observação foram as dermatopatias (84,2%). Conclui-se que a prevalência encontrada de cães positivos para Leishmaniose Visceral Canina no estudo é superior à prevalência comparando-se a outras regiões consideradas não endêmicas evidenciando que há a transmissão da doença na população estudada e que o alto índice de positivos assintomáticos pode contribuir para a não identificação dos casos.pt_BR
dc.format.extent52 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofPós-Graduação em Ciência da Saúdept_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectLeishmaniose Visceral Caninapt_BR
dc.subjectZoonosept_BR
dc.subjectFatores de riscopt_BR
dc.titleEpidemiologia da Leishmaniose Visceral Canina no Sul do Estado de Santa Catarinapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons