Show simple item record

dc.contributor.advisorSchlindwein, Aline Daiane
dc.contributor.authorJuriatti, Anelize
dc.coverage.spatialPalhoçapt_BR
dc.date.accessioned2020-05-26T17:09:00Z
dc.date.available2020-05-26T17:09:00Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/9486
dc.description.abstractIntrodução: A hemodiálise e as consequências da própria doença acarretam complicações nos sistemas musculoesquelético, cardiopulmonar, no estado nutricional e consequentemente na qualidade de vida (QV). Objetivo: Avaliar os efeitos da fisioterapia respiratória e motora sobre as alterações físicas, cardiopulmonar, nutricional, laboratorial e QV de pacientes renais crônicos submetidos à hemodiálise. Métodos: Ensaio clínico, controlado e randomizado em grupo controle (GC) (n=22) e grupo intervenção (GI) (n=22). Apenas o GI realizou intervenção fisioterapêutica 3 vezes na semana, por três meses, divididos em pedalada em bicicleta estacionária, exercícios motores e exercícios respiratórios. O estudo foi dividido em três momentos: 1º Coleta de dados sociodemográficos, avaliação nutricional, história social, exames laboratoriais, avaliação cardiorrespiratória e física; 2º Intervenção no GI e 3º Reavaliação. Os dados foram analisados no programa IBM SPSS Statistics versão 18.0. Resultados: A maioria do sexo masculino (72,3%), média de idade de 52,4 (±11,2) anos e 18,2% apresentaram a hipertensão arterial sistêmica como doença associada. As melhoras significativas no GI em relação ao GC foram: ureia pós hemodiálise, albumina, mobilidade axilar, xifoide e abdominal, teste de caminhada de seis minutos, pressão inspiratória e expiratória máxima, teste de sentar e levantar da cadeira em 30 segundos, circunferência de braço, pescoço e panturrilha. Melhoras, na QV, em 7 de 8 domínios da parte SF-36 e em 6 de 11 domínios específicos da doença renal. Ainda, 51,8% apresentam excesso de peso e as mulheres apresentaram maiores médias de índice de massa corpórea, prega cutânea tricipital, circunferência de cintura e porcentagem de gordura corporal. Conclusão: Neste estudo pode-se observar melhora significativa na grande maioria das variáveis físicas, cardiopulmonares e nutricionais, no grupo que realizou a intervenção, se relacionando com as melhoras apontadas pelo questionário de qualidade de vida, evidenciando a importância do treinamento físico para os pacientes em hemodiálise.pt_BR
dc.format.extent134 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofPrograma de Pós-Graduação em Ciência da Saúdept_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectDoença renal crônicapt_BR
dc.subjectHemodiálisept_BR
dc.subjectFisioterapiapt_BR
dc.titleEfeitos de um protocolo de fisioterapia respiratória e motora em pacientes renais crônicos durante a hemodiálise: ensaio clínico randomizado e controladopt_BR
dc.title.alternativeEffects of a respiratory and motor physiotherapy protocol in chronic renal patients during hemodialysis: a randomized controlled clinical trialpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons