Show simple item record

dc.contributor.advisorMagajewski, Flavio Ricardo Liberali
dc.contributor.authorRicardo, Isabel Cristina Novelletto
dc.coverage.spatialTubarãopt_BR
dc.date.accessioned2020-06-26T17:41:50Z
dc.date.available2020-06-26T17:41:50Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.riuni.unisul.br/handle/12345/9548
dc.descriptionABSTRACT Background: Exogenous poisoning is understood to be the effects of exposure to toxic agent, which may occur occupationally, accidentally or intentionally. According to the World Health Organization in 2015, unintentional poisoning was associated with 108,000 deaths, 4.7% of them attributable to occupational exposure to chemicals. Thus, occupational diseases and injuries represent a public health problem and a relevant research topic. Aims: To analyze the temporal trend of cases of occupational exogenous poisoning in Brazil from 2008 to 2017. Methods: Study with descriptive ecological design and time series analysis. The epidemiological characteristics of occupational exogenous poisoning related to code T51 to T65 of chapter XIX of the International Code of Diseases 10th revision notified in Brazil from 2008 to 2017. Results: During the period evaluated, 13.093 thousand occupational poisonings were registered in Brazil, being the code T63- toxic effect of contact with venomous animals the most prevalent. The North region presented a three times higher relative risk of poisoning when compared to the Northeast region, and most of the records (83, 69%) were through the issuance of a Work Accident Report. Discussion: There was a time trend to reduce the risk of exogenous occupational poisoning; however, it is relevant to consider the limits of the analysis of accidental Social Security records, in view of the lack of inspection, the underreporting of cases, the absence of systematization of occupational accidents registry issuers and difficulties in the application of technical epidemiological nexus of social security.pt_BR
dc.description.abstractIntrodução: Intoxicação exógena é compreendida como o efeito provocado pela exposição a agente(s) tóxico(s), a qual pode ocorrer de forma ocupacional, acidental ou intencional. Segundo a Organização Mundial de Saúde em 2015, intoxicações não intencionais foram associadas a 108 mil mortes, sendo 4,7% delas atribuíveis a exposição ocupacional a substâncias químicas. Assim, as doenças e agravos ocupacionais representam um problema de saúde pública e um tema relevante de pesquisa. Objetivos: Analisar a tendência temporal dos casos de intoxicação exógena ocupacional no Brasil entre os anos de 2008 a 2017. Métodos: Estudo com delineamento ecológico descritivo e análise de séries temporais. Foram estudadas as características epidemiológicas das intoxicações exógenas ocupacionais referentes ao código T51 a T65 do capítulo XIX do Código Internacional de Doenças 10ª revisão notificadas no Brasil no período de 2008 a 2017. Resultados: No período avaliado foram registradas 13.093 mil intoxicações ocupacionais no Brasil, sendo o código T63 – efeito tóxico de contato com animais venenosos o mais prevalente. A região Norte apresentou um risco relativo três vezes maior de envenenamento quando comparada a região Nordeste, e a maioria das intoxicações (83,69%) foi registrada com Comunicação de Acidente de Trabalho. Conclusão: Houve uma tendência temporal de redução do risco de ocorrência de intoxicações exógenas ocupacionais; no entanto é relevante considerar os limites da análise dos registros acidentários da Previdência Social, tendo em vista à falta de fiscalização, a subnotificação dos casos, a ausência de sistematização dos emissores de comunicação de acidente de trabalho e dificuldades na aplicação do nexo técnico epidemiológico.pt_BR
dc.format.extent17 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofMedicina - Tubarãopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectEnvenenamentopt_BR
dc.subjectAcidentes de trabalhopt_BR
dc.subjectNotificação de acidentes de trabalhopt_BR
dc.titleIntoxicações exógenas ocupacionais no Brasil: um estudo ecológicopt_BR
dc.title.alternativeOccupational poisonings in Brazil: an ecological studypt_BR
dc.typeArtigo Científicopt_BR
dc.subject.areaCiências da Saúdept_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Mantido pela
Unisul
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons